Lideranças do Turismo apoiam intervenção militar no Rio de Janeiro

Brasil
Anúncios

Em encontro na Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro, lideranças do trade turístico da cidade, o maior portal de entrada do país para turistas estrangeiros, externaram ao presidente da Embratur, Vinicius Lummertz, total apoio a ação do Governo Federal para garantir a ordem pública e a segurança da população do Rio de Janeiro.
“O que ouvi de todas as lideranças foi que a ação veio num momento certo, em que as coisas estavam saindo do controle. Num primeiro momento já sentimos essa presença forte dos militares, o que certamente trará repercussão positiva fora do país. Isso vai se traduzir em percepção positiva de segurança e mais turistas”, comentou Lummertz.
O presidente da Embratur participa neste sábado (17), no Rio de Janeiro, da entrega de prêmios aos blocos do carnaval da Barra da Tijuca, bairro da zona oeste da cidade, que teve uma grande ocupação de turistas no carnaval, quando os hotéis da região tiveram 82% das habitações ocupadas.
O presidente da Fundação de Promoção de Turismo do Estado do Rio (Turisrio), Paulo Senise, foi além: “o turismo da cidade e do estado estavam esperando uma ação dessa”.
O diretor da ABIH-RJ, Ronnie Arosa, também apoiou. “Tivemos recordes de público nesse verão e em especial no carnaval, mas agora estaremos mais seguros em continuar nossa divulgação porque sabemos que a segurança vai melhorar”, emendou o dirigente da ABIH.
Paulo Michel, também representante da ABIH do Rio de Janeiro, era outro integrante do trade turístico que estava entusiasmado com a ação. “Corri para colocar bandeiras do Brasil nos nossos hotéis, como todos os colegas estão fazendo. Temos que apoiar essa ação. Com certeza teremos dias melhores na segurança, o que vai fazer melhorar ainda mais o fluxo de turistas”, comentou o dirigente hoteleiro.
O Carnaval confirmou as expectativas de bons resultados para o turismo nacional. De acordo com a Associação Brasileira da Indústria de Hotéis (ABIH Nacional), o Rio de Janeiro alcançou a média de 86% de ocupação em seus hotéis e bairros como Flamengo e Botafogo atingiram 96%, seguidos por Ipanema, Leblon e Copacabana, com 89% e Barra da Tijuca que fechou sua ocupação em 82%.
Belo Horizonte teve 45% de ocupação em sua rede. A capital mineira passou de cidade de partida a destino para quem quer pular o carnaval. A ocupação hoteleira em São Paulo atingiu 52% em toda a cidade, revelando um resultado acima da expectativa para o período.
Fortaleza fechou a ocupação de seus hotéis em 86,2% e Salvador, Recife e Olinda, que esperavam 90% de ocupação, registram durante esse carnaval 98,6%, 97% e 95% de ocupação, respectivamente. Outros destinos não tão tradicionais para folia também tiveram bons resultados. No Espírito Santo, a capital Vitória e as montanhas capixabas atingiram 95% de ocupação e Guarapari, juntamente com todo o litoral, 85%. Em Goiás, Caldas Novas 95% e Pirenópolis, 89%. Em Boa Vista (RO), 79%.
Assessoria de Imprensa