Emirates deve 'encostar' 46 aviões por falta de pilotos

Destaque Mundo
Anúncios

A companhia aérea Emirates ‘encostou’ 46 aviões – 18% de toda a sua frota – em terra simplesmente porque não tem pilotos para operá-los. De acordo com as agências de notícias internacionais, a Emirates, aérea do Golfo Pérsico, cresceu muito em equipamentos, mas menos em pessoal.
Os dados apontam que no mês de abril, 11 Boeing 777 permaneceram no solo, assim como um Airbus A380; neste mês de maio, 14 Boeing 777 vão parar de voar, ao qual irão adicionar seis A380.
A situação planejada para junho será ainda pior porque a Emirates terá que adicionar outros 11 Boeing 777 e outros três A380. No total, a mídia especializada entende que 36 B777 e 10 A380 deixarão de operar, representando 10% do A380 e 25% do 777.
Os aviões estão sendo estacionados no aeroporto do Dubai World Center, porque no Internacional, a mais movimentada, não há espaço.
Se levarmos em conta o preço dessas aeronaves, das quais a empresa continua a expandir sua frota, você pode imaginar os esforços para atrair novos pilotos, especialmente daqueles poucos que operam essas aeronaves.
A falta de crise de pilotos também se estende a modelos menores, mas a Emirates não opera aeronaves pequenas. No caso da Europa, a única evidência dessa situação foi a Ryanair no ano passado, mas aparentemente conseguiu resolver seus problemas.
Redação com agências