30º Congresso Nacional Abrasel debaterá os desafios do segmento

Brasil Eventos
Anúncios

“Brasil novo: simples para empreender”. É em torno deste tema que o 30º Congresso Nacional Abrasel está debatendo sobre os desafios e apresentar propostas para o avanço da alimentação fora do lar no Brasil. Durante a solenidade que deu abertura ao evento, na noite desta terça-feira (15), autoridades, políticos e representantes de empresas e instituições do setor de comércio e turismo enfatizaram a importância de melhorar o ambiente empreendedor do País e, consequentemente, a qualidade de vida dos cidadãos brasileiros.

A presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Teté Bezerra, participou da abertura do encontro e destacou a importância do setor para o fortalecimento da economia do Brasil.

“A cadeia produtiva do turismo, aqui representados por bares e restaurantes, se apresenta como uma locomotiva da economia brasileira. Quando nós entrevistamos o turista estrangeiro que visita o Brasil, em primeiro lugar, ele destaca a hospitalidade do povo brasileiro. Em seguida, vem a gastronomia”, informou Teté.

Para ela, hoje, a gastronomia tem crescido em todo o País e precisa entrar na pauta de aproveitamento para maior visibilidade do Brasil no mercado internacional. “São escolas que têm trazido o conhecimento, empreendedores que acreditam efetivamente que este setor gera emprego e renda, e tem trabalhado para que, cada vez mais, tenhamos qualidade nesses serviços de bares e restaurantes no Brasil. Simplificar esse trabalho significa dar oportunidade, oferecer créditos e situações que possam melhorar ainda mais a capacitação das pessoas e a possibilidade da grande produção que este segmento tem de gerar postos de trabalho, emprego e renda”, destacou a presidente da Embratur.

O ministro do Turismo, Vinicius Lummertz, aproveitou para afirmar que este é o momento ideal para levar as pautas e discussões a lideranças políticas com o objetivo de trabalharem em conjunto para o crescimento econômico. “Nós precisamos criar melhores condições de negócios para que as pessoas trabalhem, gerem renda, poupem, acumulem e invistam. A prioridade tem que ser apoiar quem trabalha, dar liberdade ao empreendedor”, afirmou.

O evento, que começou nesta terça-feira e vai até amanhã (16/08), traz 12 palestras e 31 oficinas com chefs de todo o Brasil. Aproximadamente 5 mil pessoas se inscreveram para participar das atividades que acontecem em Brasília.

Assessoria de Comunicação da Embratur