‘Bike sem barreiras' oferece bicicletas adaptadas no Parque da Lagoa

Cotidiano Destaque

Pessoas com deficiência poderão aproveitar ainda mais a estrutura oferecida pelo Parque da Lagoa a partir deste domingo (9). Nesta data, estará disponível à população pela primeira vez o projeto “Bike sem barreiras”, que vai oferecer bicicletas adaptadas para aquele público todos os domingos. A iniciativa foi lançada na manhã desta quinta-feira (6) e é uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP), Uninassau e do Instituto Ser Educacional.
O projeto vai disponibilizar as bicicletas, que vão atender a pessoas como paraplegia, lesões medulares, deficiência visual e mielomeningocele, um problema relacionado à espinha dorsal. Cada bike terá um modelo diferente. A The Duet poderá ser utilizada por todos, suportando até 120 kg. A Handbike é destinado a usuários com lesões baixas e a Bicicleta Dupla para deficientes visuais, possibilitando que um monitor acompanhe o ciclista como guia.
De acordo com o superintendente de Mobilidade Urbana da Capital, Adalberto Araújo, a parceria vem para fortalecer uma nova maneira de pensar a mobilidade na Capital. “A Lagoa, a Beira Rio e outras intervenções provam que o planejamento priorizado uma cidade voltada para as pessoas. Essa ação vai tornar este um espaço ainda mais compartilhado e será levada em breve também para a Orla”, afirmou.
A primeira-dama de João Pessoa, Maísa Cartaxo, e a diretora pedagógica da Uninassau João Pessoa, Flávia Simonassi, são as madrinhas do projeto. A universidade doou as bicicletas ao município e vai garantir monitores para acompanhar a utilização. A PMJP atua na parte de logística, garantindo tendas, suportes, água, protetor solar e serviços como fisioterapia aos usuários.
O diretor regional da Uninassau, Rogério Xavier, afirma que João Pessoa é a terceira cidade a receber o projeto, depois de Salvador e Recife. “A cidade foi escolhida pelo carinho que temos a ela e pela relação de parceria que encontramos junto à Prefeitura. Com isso conseguimos trazer o projeto, o primeiro no país a disponibilizar um bicicletário totalmente inclusivo”, afirmou.
O projeto é permanente e vai funcionar todos os domingos das 8h às 12h, em frente às paradas de ônibus da Lagos. No total, 50 monitores estarão envolvidos no projeto para auxiliar e orientar o uso dos equipamentos, sendo 12 a cada domingo. Para ter acesso aos equipamentos, o usuário precisa apenas levar um documento com foto para a realização de um cadastro prévio.


Serviços – Quem participou do lançamento ou simplesmente passava pelo Parque da Lagoa durante o evento pode utilizar serviços de saúde, como atendimento médico, de fisioterapia, vacinação, tipagem sanguínea e auricoloterapia. Artesãs que empreendem individualmente também puderam expor e comercializar o seu trabalho.
Secom João Pessoa