História da Casa dos Doces de Tambaba é contada em documentário

Destaque Paraíba
Anúncios

Uma família que reside no assentamento rural Tambaba, na Costa do Conde, litoral sul da Paraíba, liderada pela matriarca Luíza e Nevinha, uma das cinco irmãs, deixou o comércio de doces e frutas na beira da estrada para se instalar em uma casa de taipa, onde começou a vender a pequena produção de doces caseiros, cachaça artesanal e algumas peças de artesanato.
Orientada pelo Sebrae da Paraíba, a família cresceu, assim como o pequeno empreendimento. De uma simples casa de taipa, foram construídas outras cinco, com a venda de produtos diferenciados, como os tradicionais doces, cachaça, bolos, sucos, tudo utilizando os produtos da região.
Cada irmã ficou com um tipo de produto. Todas deixaram de trabalhar em pousadas e restaurantes da região para viver com o seu próprio sustento. Cada uma tem a sua renda – cerca de um salário mínimo -, mas Nevinha disse que existe ajuda mútua, quando falta dinheiro para uma conta de uma, todas fazem uma cota e ajudam.
Essa incrível história de empreendedorismo estará sendo retratada em um documento produzido, dirigido e roteirizado por Fabiane Nagabe, professora do curso de Turismo da Universidade Federal da Paraíba, e Alisson Martins (dono da produtora Extreme Move Áudio Visual).
Fabiane revela a história da Casa do Doce Tambaba é “um exemplo de criatividade, coragem e determinação protagonizado por duas mulheres guerreiras do município de Conde”.
Nevinha, junto de sua mãe Dona Luiza, empreenderam um negócio do zero voltado o turismo local. Sem capital financeiro para investir, as duas mulheres sem nenhum grau de escolaridade, utilizaram suas habilidades de cozinheira para criar o “Doces Tambaba”.
“Hoje, Nevinha e suas quatro irmãs possuem seus próprios negócios, se transformaram em um importante ponto turístico do litoral sul da Paraíba e que estimula outros exemplos de empreendedorismo de base local na região.”
Fabiane conta que conseguiu programar tudo com recursos próprios, “meu e dos alunos, e ajuda de alguns parceiros que, como nós, acreditam na legitimidade do trabalho dessas mulheres, que tem influenciado de forma muito positiva o desenvolvimento de outros empreendimentos voltados ao turismo na região do Conde.”
De acordo com a produtora, o documentário é uma produção independente, para uso livre, sem fins comerciais, resultado de pesquisa de doutorado dela, onde estuda o turismo convencional e o turismo de base comunitária da Paraíba.
A captação e edição das imagens são de autoria de Alisson Martins. Para realização da pesquisa que dá origem ao documentário, Fabiane disse que teve o apoio da UFPB, por meio do Departamento de Turismo e Hotelaria, onde é professora Adjunta I. A pesquisa está vinculada ao Programa de Pós-Graduação em Geografia da Universidade Estadual do Ceará (UECE), e foi orientado pela professora, Luzia Neide Coriolano, referência nacional no estudo do turismo comunitário brasileiro.
Os parceiros que acreditam e apoiam essa história: Universidade Federal da Paraíba, Extreme Move Audiovisual, Oxente turismo, PB Eventos, Brasil mostra Brasil, Prefeitura do Conde, Luck Turismo, Sebrae, JPA Receptivo e PRADA acomodações.
O evento de lançamento do documentário, marcado para a próxima quarta-feira (17), será uma prática pedagógica em que os alunos de Fabiane Nagabe, da disciplina de “Planejamento e Organização de Eventos”, do curso de Turismo da UFPB, colocam em prática o aprendizado que realizamos junto a disciplina. Ao todo são 32 alunos voluntários trabalhando no evento desde sua concepção até a execução final.
Fábio Cardoso – Fotos: Divulgação