Litoral de Pitimbu pode ser novo point do verão na Paraíba

Paraíba

A cidade de Pitimbu, no litoral sul da Paraíba, vai surpreender os turistas e os próprios paraibanos. Por meio de um trabalho compartilhado entre a prefeitura municipal, o Sebrae e a Associação dos Bares de Barramares, uma das áreas de maior fluxo de pessoas nos finais de semana está totalmente repaginada, após ser adotada uma série de práticas seguindo as diretrizes do Plano de Ações Estratégias para o Fomento e Fortalecimento de Atividades Produtivas.

De acordo com o objetivo de criar um território com economia mais diversificada, fortalecida e organizada, com geração de trabalho e renda, revertendo para cima os indicadores sociais e econômicos, num trabalho que envolve representantes públicos e empresários. “Estamos buscando produtores mais conscientizados, articulados e comprometidos com o desenvolvimento sustentável”, afirmou o secretário.

Nesse sentido, a arquiteta e consultora do Sebrae Paraíba, Fernanda Melo, desenvolveu a consultoria de melhoria da imagem de Praia Bela em parceria com a Prefeitura de Pitimbu. Segundo ela, houve uma imersão de uma semana na Praia Bela para entender a forma de vida dos barraqueiros, garçons e cozinheiros, que envolve diretamente cerca de 120 pessoas. Foram priorizadas as necessidades do local, tais como relocação das barracas das margens do Rio Mucatu, ordenamento e controle dos ônibus que levam turistas até o local e criação do prato “carro chefe” de cada quiosque.

“Esta consultoria consta de implantação de conceitos desde comportamentos ao uso dos espaços, cores e formas. Iniciamos com uma visita técnica para reconhecimento da comunidade e fizemos um levantamento da situação de forma geral e individual, ou seja, uma avaliação das barracas individualmente, seja em suas formas, instalações e pessoal”, apontou.

Fernanda Melo disse que as primeiras providências foram repassar conceitos de acessibilidade, harmonia de formas e cores, qualidade no atendimento e o olhar atento ao cliente, assim como também os espaços que cada uma ocupava, a relação com o arredor e com o meio ambiente, “afinal, estamos falando e trabalhando das margens do Rio Mucatu, uma área de preservação ambiental.”

Algumas necessidades foram priorizadas:

1. Relocação das barracas das margens do Rio Mucatu

2. Fechamento da rua existente as margens do rio

3. Ordenamento e controle dos ônibus frequentadores da praia, com implantação de taxa

4. Criação de prato “carro chefe” de cada barraca, resultando no lançamento do Praia Bela Sabores

5. Acesso ao mercado e divulgação de Praia Bela

Para Fernanda Melo, os resultados mais relevantes foram a relocação das barracas respeitando os 30 metros da margem do Rio Mucatu, assim como o alinhamento das barracas, criando uma imagem ordenada. “Também fechamos uma rua que existia no local, que foi transformada em ‘Passarela do Mucatu’, apenas para circulação de pedestres e serviços emergenciais, como bombeiros, ambulâncias ou policiamento. Essa passarela terá o piso todo feito de mariscos, já que Pitimbu é conhecida como a terra dos mariscos”.

Para os turistas, são oferecidas algumas opções de lazer, como os passeios de quadriciclos, que custa R$ 150 a hora; caiaque duplo (R$ 20) a hora: a taxa cobrada para o Turismo de Massa (veículos acima de 7 passageiros) em todo Município, de acordo com Lei Municipal de Ordenamento do Turismo de Massa, é R$ 150 para ônibus,  R$ 100 para micro ônibus e R$ 50 para vans.

O projeto também contou com a parceria da PBTur, Dantas Imobiliária, a Cachaça Baraúna, Pousada Aconchego e Associação dos Moradores de Praia Bela.

O gerente da Agência Regional Sul do Sebrae Paraíba, Cláudio Soares, destaca que a instituição vem desenvolvendo um trabalho nos municípios do litoral sul com foco no desenvolvimento da região por meio do empreendedorismo, turismo e economia criativa. Além disso, a proposta é fomentar a formalização e inovação dos negócios ali existentes para fortalecer o destino turístico.

“A Associação dos Moradores de Praia Bela tem buscado o apoio do Sebrae no processo de capacitação, atendimento aos turistas e roteirização do destino turístico litoral sul, que contempla o Complexo Praia Bela. Com esse projeto, potencializamos o aspecto da segurança alimentar, a inovação do cardápio e dos produtos ofertados na região, assim como a melhoria dos equipamentos turísticos com os próprios elementos existentes no local. Também fizemos um trabalho de identidade visual da praia e de conscientização para a importância da coleta seletiva do lixo. Esperamos, com isso, fortalecer a região”, afirmou Soares.

Fábio Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.