CLIA projeta 272 navios em operação e 30 milhões de cruzeiristas em 2019

Brasil

O número de cruzeiristas pelo mundo deve chegar a 30 milhões em 2019, um aumento de 6% com relação aos 28,2 milhões embarcados em 2018. Até junho deste ano, serão exatos 272 navios de cruzeiros em operação, por conta da abertura de 18 novas embarcações. Esses são dados CLIA (Cruise Lines International Association), que divulgou o 2019 State of the Cruise Industry Outlook, estudo que projeta tendências e números da indústria para este período.

Segundo o levantamento, são mais de 1.108.676 pessoas empregadas no setor de cruzeiros em todo o mundo, o que representou US$ 45,6 bilhões em salários e US$ 134 bilhões em gastos em 2017.

Sobre os principais destinos, o Caribe deve continuar na liderança, com 34,4% das rotas, seguido do Mediterrâneo, com 17,3%. A lista ainda traz Europa (sem Mediterrâneo), com 11,1%, China, com 4,9%, Austrália, Nova Zelândia e Pacífico, com 4,8%, Alasca, com 4,7%, e Ásia (sem China), com 4,3%. A América do Sul esboça leve crescimento de 2 para 2,3%.

Ainda de acordo com o levantamento, os agentes de viagens certificados pela CLIA estão otimistas: 80% desses profissionais afirmaram que estão esperando um aumento nas vendas em 2019, em relação ao período anterior.

Segundo Marco Ferraz, presidente da CLIA Brasil (Associação Brasileira de Cruzeiros Marítimos), o estudo é um forte norteador do trabalho em prol do setor em todo o mundo. “Com esses números e expectativas positivas, aliados às principais tendências e a um perfil do atual cruzeirista tão bem traçado, temos uma excelente ferramenta para alavancar cada vez mais o nosso setor. No Brasil, as expectativas são boas. Com sete navios na costa brasileira, a estimativa é que a temporada 2018/2019 tenha um impacto na economia acima de R$ 2 bilhões, considerando 15% de aumento no total de viajantes embarcados, em relação à temporada anterior. Nos próximos nove anos serão 100 novos navios no mercado e queremos que muitos deles venham para o nosso país”.

Agência Guanabara

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.