Ex-alunos homenageiam a sua primeira professora

Regina Amorim

Tudo começou nos anos 60, na Escola Isolada de Quixaba, município de Várzea, na Paraíba. Uma escola rural que atendia alunos da alfabetização até a 4° série do primário, em uma mesma sala de aula.

A dona Isaura, hoje com 84 anos, era a professora que preparava cerca de 30 alunos por ano. A relação escola, famílias e alunos era um ambiente muito saudável, de obediência, respeito, disciplina e acima de tudo, paciência e muito amor! O giz e o quadro negro, as mesas e bancos coletivos, eram os recursos disponíveis e mesmo assim, o aprendizado era eficiente.

Na época, muitos alunos percorriam alguns quilômetros de caminhada e os menores chegavam à escola transportados, em cima de um burro ou jumento. Com toda dificuldade era prazeroso ir à escola. A aula começava com uma oração e os símbolos nacionais eram ensinados na escola.

Não se fazia bagunça na sala de aula e os pais estavam sempre acompanhando o comportamento dos seus filhos. Era uma educação onde professor e família se cooperavam nesse sentido, e cabia aos pais educar os seus filhos para se comportar adequadamente na escola.

O livro de frequência também era acompanhado pelos pais, e a tabuada era estudada diariamente. Português, Matemática, Estudos Sociais, Ciências e Religião fazia parte das matérias escolares.

Para reviver essa fase da vida, os ex-alunos de dona Isaura irão homenageá-la no próximo dia 23 de fevereiro, na mesma casa onde funcionou a Escola Isolada de Quixaba. Para isso foi criado um grupo de whatsapp, já com 55 participantes.

A primeira professora é aquela que dá saudade, quando lembramos que aprendemos a ler e escrever, a contar e a fazer as quatro operações de matemática, um aprendizado para o resto da vida. Uma lembrança boa da infância…

E como era bom a hora da merenda escolar… e como é bom lembrar das boas amizades que construímos desde essa época.

Na programação do dia 23 de fevereiro haverá uma missa, e o lançamento de um livro, onde cada página será uma mensagem, de cada ex-aluno, para a primeira professora.

Depois da missa terá um “café com prosa”, e uma aula da saudade com dona Isaura, um momento de integração para conhecer as famílias dos ex-alunos, reconhecer os ex-alunos, antes crianças e hoje pais de família, ao tempo em que cada um, também poderá apresentar os caminhos percorridos nessa trajetória de vida, que começou com os ensinamentos da professora dona Isaura.

Homenagear alguém, que foi especial em sua vida, faça isso enquanto essa pessoa está viva. Eu também vou  estar lá, para homenagear dona Isaura, minha mãe, que também foi minha primeira professora. Esse será um momento único em nossas vidas, um momento de muita alegria, gratidão, afeto, emoção, encontros e reencontros.

Regina Medeiros Amorim -Ex- aluna da professora dona Isaura

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.