Docas prepara edital para dragagem do Porto de Cabedelo até junho

Paraíba

O edital de licitação da dragagem do Porto de Cabedelo deve sair até junho deste ano. A informação é da presidente da Companhia Docas da Paraíba, Gilmara Temóteo. O governador João Azevedo irá se reunir com o ministro de Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, no próximo dia 26 de março, em Brasília, onde serão definidos os últimos ajustes antes do lançamento do certame. Os governos Federal e Estadual asseguraram R$ 100 milhões para a realização da obra.

O Porto de Cabedelo tem um canal de acesso com calado de 9.14 metros. Com a dragagem, a profundidade chegaria a 11 metros, ampliando em 20 mil toneladas a capacidade de operação. O último serviço desse tipo foi realizado em 2010. Porém, devido a estudos técnicos mal elaborados, que não previu a remoção de pedras, 10% do canal não foram dragados. A presidente da Companhia Docas da Paraíba garantiu que, desta vez, todas as análises necessárias foram feitas para evitar surpresas durante a execução do serviço.

“A empresa que realizar a dragagem vai contar com amostras de todos os tipos de materiais encontrados no fundo do canal”, ressaltou. Segundo Temóteo, devido ao problema do raso calado, o Porto de Cabedelo deixou de realizar importantes operações ao longo dos anos. A exportação de granito foi uma delas. Extraído no interior da Paraíba, o granito passou a ser enviado para a Itália através do Porto de Fortaleza.

“Em geral, os navios chegam aos portos carregados com outros materiais. Quando atracam no Porto de Cabedelo, eles podem ser abastecidos com até 35 mil toneladas. E isso limita a operação de certas cargas, como foi o caso do granito” explicou. A dragagem vai permitir ao Porto de Cabedelo operar embarcações com até 55 mil toneladas de carga, abrindo forte concorrência com o Porto do Recife, que atualmente sofre com problemas de assoreamento.

“A partir de abril, começaremos a movimentar cargas de barrilha [um pó branco que compõe inúmeros insumos, como maquiagem, molhos shoyo, gesso], que até então eram realizadas através do Porto do Recife. Com o calado mais profundo, iremos aumentar ainda mais nossa competitividade”, comentou Temóteo. Com a execução da dragagem, a Companhia Docas da Paraíba espera recuperar o volume de operações registrado em 2013, que foi de dois milhões de toneladas.

Volume de operação do Porto de Cabedelo

2017: 1.048 milhão de tonelada

2018: 1.230 milhão de tonelada

Variação: 17,37%

Ellyka Gomes – Foto: Nalva Figueiredo – Jornal Correio da Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *