Grupo europeu apresenta projeto de resort de luxo a ser construído em Baia Formosa (RN)

Hoteleria

O segmento do turismo de luxo cresce a passos largos no mundo. O Brasil, por ser o país número 1 em recursos naturais, chama a atenção de investidores. Representantes da holding europeia, situada em Luxemburgo, Gremi Internacional, estiveram na Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo) nesta terça-feira (26). Eles buscam investimentos para o projeto de um resort de luxo no estado do Rio Grande do Norte.

Projetado para ter sede em Baía Formosa, o resort chamado Eco Estrela ficaria a 1 hora de distância de João Pessoa (PB) e de Natal, capital do Rio Grande do Norte. O chefe de gestão de projeto do grupo, Piotr Maj, explicou o motivo da escolha do local: “O nordeste brasileiro tem belezas naturais incríveis e procuramos um local que também fosse bom para tráfego aéreo”. A distância média para Miami (EUA) ou Lisboa (Portugal) é de 8 horas de voo.

O Eco Estrela será implementado usando uma abordagem de desenvolvimento em fases. O projeto permite a construção de até 2.641 unidades de pequenas casas, compondo uma espécie de vila no local. O projeto conta com área para alimentação, lojas, spa, entre outros.

A presidente da Embratur, Teté Bezerra, disse que projetos como esse fazem com que a vinda de turistas estrangeiros ao Brasil seja natural. “O segmento de turismo de luxo no Brasil ainda é pequeno. É uma experiência diferente e um local assim com certeza se torna motivo de definição de uma viagem e hospedagem”, disse.

O gasto médio diário do turista de luxo é, em média, oito vezes maior que dos turistas convencionais. Nas últimas duas décadas o segmento de luxo começou a atrair investimentos, e passou a se constituir como um mercado novo e lucrativo.

Assessoria de Comunicação da Embratur

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *