Tentativa de assalto faz tripulações da Air Europa se negar a voar para Cararas

Aviação Destaque
Anúncios

Uma tentativa de assalto em Caracas, capital da Venezuela, a uma tripulação da Air Europa neste domingo (10) provocou a recusa de pilotos da companhia aérea de voar para o que eles chamaram de ‘destino conflitante’.  

Segundo fontes consultadas por Cinco Dias, do Jornal El País, durante a transferência da tripulação do aeroporto para o hotel, a van que a transportava sofreu uma tentativa de agressão.

“Eles tentaram roubá-los, mas a van conseguiu chegar ao hotel onde as tripulações da companhia aérea estavam hospedadas, quando houve um tiroteio entre os assaltantes e as forças de segurança do hotel, que conseguiram repelir o ataque”, diz ele.

Cinco Días ainda está esperando para obter da empresa uma versão oficial do que aconteceu.

“Felizmente, não sofremos nenhum ferimento, mas as duas tripulações, as que tomaram o avião de Madri para Caracas e a que estava lá esperando para voltar à rota Caracas-Madri, decidiram voltar no avião. recebidos no aeroporto, morrem de medo e asseguram que não retornarão ao destino se não forem dados à empresa uma solução para esse problema de segurança”, afirmou José Roncero, delegado da União dos Pilotos, Sepla, na Air Europa.

Roncero admite que não sabe, em vista da situação, que piloto e assistente da Air Europa vão querer ir a Caracas agora.

De acordo com fontes próximas aos pilotos, o incidente expõe a gravidade de “o que temos vindo alertando nos últimos meses para tratar Air Europa. Venezuela é um destino altamente perigoso, e a situação piora a cada dia Na medida em que desencoraja nossos pilotos e comissários de bordo de dormir lá. “

A Iberia já tomou medidas sobre o assunto há alguns meses e decidiu que suas tripulações descansariam em Santo Domingo, mas a Air Europa não considerou nada sobre isso, por enquanto.

Cinco Dias, de El País

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.