Cine Bangüê exibe ‘O caso do homem errado’ nesta quarta

Agenda Cultural

A programação do Cine Bangüê, na Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc), em João Pessoa, vai contar, nesta quarta-feira (13), a partir das 19h30, com a exibição do documentário ‘O caso do homem errado’. Após a exibição, haverá um debate com a diretora do filme: Camilla de Moraes.

O filme conta a história da execução do operário negro Júlio César de Melo Pinto. Ele foi morto com um tiro, em 1987, após ser confundido com um assaltante, em Porto Alegre (RS). Na época, o caso foi bastante emblemático e teve grande repercussão.

Fazia apenas dois anos que o Brasil voltava a ter um governo civil, e as leis em vigor ainda eram do período da ditadura militar, que durara 21 anos. Naquela época, mesmo quando praticavam crimes contra civis, militares respondiam e eram processados em tribunais próprios.

A morte de Júlio César provocou uma grande mobilização, unindo ativistas dos direitos humanos e do movimento negro e a imprensa, principalmente. Manifestações, protestos e notícias foram fundamentais para a comprovação de que Júlio César era inocente, não tendo participado do assalto, e fora executado.

A exibição de ‘O caso do homem errado’ faz parte da programação especial do Cine Bangüê para o Mês da Mulher. Esta semana, já foram exibidos outros dois filmes: ‘O processo’, longa de Maria Augusta Ramos (sobre o golpe contra a presidenta Dilma Rousseff) e ‘Sueño Florianópolis’ (da cineasta argentina Ana Katz).

O Cine Bangüê funciona regularmente no térreo da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (logo abaixo da Escola Estadual de Música Anthenor Navarro – EEMAN), no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa. Dentro da programação especial do Mês da Mulher, não haverá cobrança pelos ingressos. A entrada é gratuita, mas as vagas são limitadas.


Camilla de Moraes. participará de um debate sobre o filme após a exibição

Secom Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *