Lufthansa relança rota São Paulo – Munique com o Airbus A350-900

Aviação Destaque

A Lufthansa anunciou nesta quarta-feira (03) a sua mais nova rota no continente. A partir de 2 de dezembro de 2019, a companhia voltará a realizar voos entre São Paulo e Munique a bordo do Airbus A350-900 – o avião de longa distância mais moderno e ecológico do mundo. São Paulo será o primeiro destino da Lufthansa servido por esta aeronave na América do Sul.

A partir de 2 de dezembro de 2019, a Lufthansa oferecerá três voos semanais de São Paulo para o hub da empresa em Munique, onde passageiros podem desfrutar de uma extensa rede de rotas com mais de 2.000 voos por semana para 140 cidades ao redor do mundo.

Os voos de São Paulo partirão do aeroporto de Guarulhos às terças, sextas e domingos às 19h, chegando no Aeroporto Munique-Franz Josef Strauss em Munique na manhã seguinte, às 9h35. Já os voos que partirão de Munique sairão às segundas, quintas e sábados às 22h30, com chegada a São Paulo prevista para às 07h55 do dia seguinte. Ambas as chegadas e partidas estão alinhadas com a grande oferta de voos de conexão de e para os principais destinos da empresa em toda a Europa, Oriente Médio e Ásia.

As frequências da nova rota somam-se aos voos diários da Lufthansa para Frankfurt partindo de São Paulo (GRU-FRA) e do Rio de Janeiro (GIG-FRA), além da operação diária da SWISS de São Paulo para Zurique (GRU-ZRH) e de sua subsidiária Edelweiss do Rio de Janeiro para Zurique (GIG-ZRH), duas vezes por semana. Atualmente, o Lufthansa Group opera um total de 23 voos semanais partindo do Brasil, sendo que, com a rota para Munique, este número passará para 26 voos por semana.

“O Lufthansa Group está presente no Brasil há mais de seis décadas e continua a ver o país como um mercado em crescimento, especialmente impulsionado pela evolução atual dos níveis de confiança das empresas e dos consumidores. A plena confiança na recuperação da economia brasileira nos levou a decidir pelo relançamento dos voos diretos entre Munique e São Paulo. Estamos certos de que voos adicionais contribuirão para estimular novas demandas nos setores de negócios e lazer, facilitando ainda mais a conexão entre as duas cidades”, disse Tom Maes, Diretor Senior de Vendas do Lufthansa Group para a América do Sul.

Tanto a Lufthansa quanto a SWISS atualmente atendem o Brasil com suas maiores aeronaves, o Boeing 747-8 “Queen of the Skies” e o Boeing 777-300ER, respectivamente. De acordo com Maes, o Lufthansa Group tem continuamente atualizado seus produtos a bordo, além de investir bilhões de dólares em suas mais recentes aquisições de aeronaves. A modernização constante da frota é um dos fatores essenciais para que a Lufthansa seja a única companhia aérea cinco estrelas do Hemisfério Ocidental, de acordo com o Skytrax Institute, sediado em Londres.

“Ao trazer o A350-900 para o Brasil, estamos melhorando significativamente a experiência de viagem de nossos passageiros no Brasil oferecendo um alto nível de conforto a bordo. Em solo, o destaque fica por conta do premiado Terminal 2 do aeroporto de Munique”, acrescentou.

O A350-900, o Boeing 747-8 e o Boeing 777-300ER são exemplos da tecnologia de última geração que permitem ao Lufthansa Group oferecer aos seus clientes no Brasil produtos inovadores em suas viagens para Frankfurt, Zurique e em breve Munique. Além de uma experiência de viagens superior, os passageiros contam com a vantagem de poder combinar esses três importantes hubs europeus em seus itinerários da forma mais flexível e conveniente e de lá se conectarem para mais de 300 destinos em todo o mundo.

Experiência a bordo – O A350-900 é a aeronave de longa distância mais avançada e ecológica do mundo. Consome 25% menos querosene, produz 25% menos emissões de gases e é significativamente mais silenciosa na decolagem.

A aeronave acomoda 293 passageiros em três classes de serviços com 48 lugares na Business Class, 21 na Premium Economy e 224 na Economy Class. Os principais elementos da cabine foram aperfeiçoados para tornar a viagem a bordo do A350-900 ainda mais agradável. Na Business Class, os passageiros desfrutam de uma área de self-service onde podem facilmente servir-se de snacks e bebidas entre as refeições durante todo o voo. A Economy Class oferece assentos ergonômicos e proporciona aos passageiros mais espaço pessoal. No que diz respeito ao sistema de entretenimento a bordo, passageiros podem usar o seu próprio dispositivo móvel como segunda tela, além de poderem acessar e selecionar a programação disponível previamente – a partir de seis semanas antes da data de seu voo.

Atributos exclusivos desta aeronave também permitem que os passageiros cheguem a seus destinos mais descansados. Destaque para o moderno sistema de controle de pressão da cabine e o novo sistema de iluminação LED que ajuda a ajustar o biorritmo dos passageiros ao horário local de seu destino.

Conexões e destinos – O Aeroporto Internacional de Munique é o primeiro aeroporto cinco estrelas da Europa. O Terminal 2 (T2) é o hub exclusivo do Lufthansa Group e de suas companhias aéreas parceiras. Possui cinco novos lounges e 27 portões de embarque adicionais que permitem aos passageiros embarcar diretamente sem necessidade de transporte com ônibus até a aeronave. O Terminal 2 e seu novo terminal Satellite, inaugurado em abril de 2016, são fruto de uma joint venture entre a Deutsche Lufthansa AG e a Flughafen Muenchen GmbH. Na próxima temporada do verão europeu, o Aeroporto de Munique oferecerá 2.728 voos semanalmente, conectando a cidade a 140 destinos em 46 países.

Além de ser um dos principais hubs do Lufthansa Group, Munique se tornou um importante destino de lazer e negócios. Com uma população de 1,52 milhão de habitantes, está localizada ao norte dos Alpes da Baviera, na parte sul da Alemanha. Como destino turístico, Munique perde apenas para Berlim na Alemanha em termos de visitantes, sendo conhecida por seus mercados de Natal, Biergärten e pela famosíssima Oktoberfest. Além de uma série de pontos de interesse culturais e arquitetônicos de renome mundial, a cidade tem um inusitado ponto de encontro de surfistas: o “Englischer Garten”, no parque central da cidade, onde é possível praticar o esporte nas ondas do Rio Eisbach.

Empresas dos segmentos de moda, alta tecnologia, editoras e automotivo são as maiores responsáveis pela movimentada economia da cidade, que é a sede europeia de inúmeras corporações multinacionais.

Approach Comunicação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.