Salão do Artesanato ocorrerá de 12 a 30 de junho, em Campina Grande

Destaque Paraíba
Anúncios

A 30ª edição do Salão de Artesanato da Paraíba ocorrerá de 12 a 30 de junho, em Campina Grande. Com o tema “Labirinto – A Arte que Une Gerações”, o evento terá muitas novidades e uma infraestrutura bem mais ampla – o Museu de Arte Contemporânea da Unifacisa. O Salão do Artesanato da Paraíba é realizado pelo Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado do Turismo e Desenvolvimento Econômico (Setde) e do Programa de Artesanato da Paraíba (PAP). 

A gestora do PAP, Marielza Rodriguez, destacou as expectativas para a 30ª edição do evento. “As novidades e a infraestrutura do Salão do Artesanato farão do evento uma grande vitrine para os nossos artesãos, que têm ações prioritárias na gestão do governador João Azevêdo”, destacou.

“Em parceria com a Arquidiocese de Campina Grande, e com mais sete entidades que recebem apoio do Governo do Estado, a entrada para o Salão do Artesanato da Paraíba terá uma cobrança simbólica: um quilo de alimento não perecível, cuja arrecadação será destinada às famílias carentes da Rainha da Borborema”, adiantou Marielza. 

Outra novidade do 30º Salão de Artesanato da Paraíba é a não utilização de sacolas e canudos plásticos no evento, contribuindo para a conscientização do público, principalmente com relação à poluição de rios e mares. Já a Fazenda do Sol estará com a venda de biscoitos em um local privilegiado na área de gastronomia regional. 

Programação cultural

A Praça da Alimentação continuará em parceria com a Vila Junina, que apresentará uma vasta programação de trios de forró e bandas locais, além de food trucks com chefs de renome regional. O hall de entrada do Salão fará homenagem ao labirinto do Agreste e Brejo paraibanos, homenageando seis mestras da arte do labirinto, em referência ao tema do Salão.

Ainda na Praça da Alimentação, haverá um palco em homenagem a Jackson do Pandeiro – considerado o Rei do Ritmo. 

Já a passarela que liga o Museu à tenda externa mostrará a importância do algodão para o estado na geração de emprego e renda, em especial o algodão orgânico, que surge como opção competitiva no mercado e impulsiona a Paraíba novamente como grande produtor no cenário nacional e internacional. 

No auditório do Museu, o Programa do Artesanato, através da coordenação de capacitação, prepara uma surpresa para os visitantes que forem ao 30° Salão, com debates envolvendo temáticas ligadas ao artesanato, design, cultura e criatividade.

Secom Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *