Cancelamento dos voos da Avianca encarece as passagens aéreas

Aviação Destaque

O cancelamento dos voos da Avianca, em recuperação judicial desde dezembro do ano passado, está encarecendo as passagens aéreas para quem precisa comprar o ticket em cima da hora. O trecho saindo amanhã de João Pessoa com destino a São Paulo está custando até R$ 3.351. Consumidores que costumam comprar esse tipo de passagem afirmaram ao jornal CORREIO que o mesmo trecho saía, em média, por R$ 1.800, ou seja, 86% mais barato.

A reportagem realizou algumas simulações de viagens nos sites das companhias aéreas. As páginas apresentaram instabilidade diversas vezes. Elas ficavam fora do ar por alguns minutos ou não completavam a operação. O trecho mais barato saindo amanhã de João Pessoa com destino a São Paulo foi encontrado por R$ 2.165 pela Latam. Caso o consumidor pudesse adiar a viagem para junho, o mesmo trecho poderia ser comprado por R$ 1.352. A simulação mais cara foi pela Azul. O ticket com destino a São Paulo estava custando R$ 3.351. Em junho, o valor cairia para R$ 1.702, isto é, uma variação de 97%.

Um empresário paraibano que teria uma reunião hoje em São Paulo cancelou a viagem por causa do preço das passagens. “Quem precisa viajar em cima da hora já está preparado para pagar caro. Mas o preço dobrou esse mês. Você ter que pagar mais de R$ 3 mil para ir a São Paulo é um absurdo”, desabafou. O entrevistado preferiu não se identificar.Essa situação pode estar relacionada ao cancelamento dos voos da Avianca.

Somente esta semana, a companhia cancelou mais de 40 voos que partiriam ou chegariam do Aeroporto Castro Pinto, na Região Metropolitana de João Pessoa. Até o último domingo, foram mais de mil em todo Brasil. Passageiros que compraram passagens aéreas com a companhia precisaram ser remanejados para outras empresas. Com isso, cresceu também a procura pelos últimos assentos nos voos, que fazem parte do grupo de poltronas com maior classe tarifária.

Em entrevista à Folha de S. Paulo, o presidente da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac), José Ricardo Botelho, reconheceu que a saída da Avianca do mercado pode aumentar as passagens aéreas. “A saída de uma empresa com tanta participação de mercado sempre impacta a concorrência do setor, mas esperamos que a situação se acomode e que novas empresas entrem”, declarou Botelho. Segundo ele, a aprovação da medida provisória que permite 100% de capital estrangeiro nas aéreas é a principal alternativa para aumentar a competitividade do setor.

Simulação de passagens aéreas do trecho João Pessoa/São Paulo

Tam

25/04: 2.165 – 25/06: R$ 1.352 – Variação 60%

Gol

25/04: R$ 3.202 – 25/06: R$ 1.945 – Variação: 64%

Azul

25/04: R$ 3.351 – 25/06: R$ 1.702 – Variação: 96,79%

Ellyka Gomes – Jornal Correio da Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.