Funcionários da Avianca Brasil vão cruzar os braços a partir de sexta-feira

Aviação Destaque
Anúncios

Não bastassem os cancelados de voos e operações em apenas quatro aeroportos brasileiros, parece que a crise que assola a Avianca Brasil não tem data para terminar. Em situação de recuperação judicial, desta vez são os funcionários da companhia aérea que decidiram cruzar os braços a partir de sexta-feira.

A decisão foi tomada nesta segunda-feira (13), durante assembleias realizadas em São Paulo, Rio de Janeiro e Brasília. Os profissionais reivindicam a regularização dos salários, o pagamento de diárias, vale alimentação, férias atrasadas e depósitos de FGTS.

A paralisação, que começará a partir das 6h nos aeroportos de Congonhas (São Paulo) e Santos Dumont (Rio de Janeiro), terá prazo indeterminado – até que as reivindicações sejam atendidas.
Segundo o Sindicato Nacional dos Aeronautas, a data de início foi estipulada de forma a respeitar todos os princípios da legislação que trata do direito constitucional de greve.

Em comunicado interno divulgado na última sexta-feira, o diretor geral da companhia, Jorge Alberto Vianna, reforçou o comprometimento da companhia em manter assegurados todos os direitos de seus colaboradores.

“A Avianca envida esforços para obter liberação de créditos que detém junto às instituições financeiras, oriundos de vendas realizadas através de cartões de credito”, dizia o texto. Segundo o executivo, é previsto para o dia 17 o pagamento do salário referente ao mês de abril.

Fábio Cardoso, com agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *