Destino Ushuaia mais perto dos brasileiros

Destaque Roteiros
Anúncios

Intensificar as capacitações este ano em vários estados brasileiros, inclusive, nos da região Nordeste, é uma das metas a ser cumprida pela agência de turismo ‘Brasileiros em Ushuaia’.

Os irmãos e sócios-proprietários Mario Barros e Luiz Fernando Barros revelaram uma ação mais efetiva de marketing, principalmente, nas redes sociais, bem como o aumento do número de capacitações para apresentação e consolidação do destino Patagônia Argentina Sul, junto aos parceiros do mercado turístico brasileiro.

O inédito e maior Famtour já promovido pela Brasileiros em Ushuaia, entre os dias 17 a 24 de agosto, reuniu um grupo com mais de 100 profissionais do turismo e  operadoras de viagens em visitas ao Ushuaia, El Calafate e El Chaltén. A iniciatia exitosa deu ainda mais fôlego aos empresários para colocarem os planos em ação.

Ao longo de uma semana de programação intensa, os participantes do famtour, não só receberam informações sobre o destino a ser  oferecido aos clientes, como vivenciaram também um roteiro de opções incríveis de passeios e paisagens deslumbrantes para quem quer se aventurar pelo “fim do mundo”, seja no Inverno, Verão, ou em qualquer outra estação do ano.

Representantes falam em parceria com o Brasil

O secretário de Turismo de Ushuaia, José Luis Recchia, esteve presente na capacitação do grupo de agentes de turismo brasileiros em Ushuaia. Ele considera o Brasil um importante aliado para fazer negócios e aproveitou a oportunidade para agradecer as pessoas que vendem e recomendam o destino de Ushuaia.

Embora tenha constatado um crescimento anual em torno de 50% na taxa de ocupação turística, o secretário revelou que há uma preocupação maior com a qualidade, do que com a quantidade.

O representante da Secretaria de Turismo de El Calafate, Oscar Gomez, também deu as boas vindas aos participantes do Famtour. Ele informou que o turismo cresceu muito nos últimos 20 anos em El Calafate e que a presença de brasileiros representa 21% do número de visitantes. “Queremos somar mais brasileiros à Patagônia”, disse.

Marcela Sitônio