Rede Nord recepciona Monja Coen, Mario Cortella e Ney Matogrosso

Cotidiano Hoteleria

Em apenas uma semana a Rede Nord de Hotéis, em João Pessoa, recepcionou três personalidades conhecidas internacionalmente: a missionária oficial da tradição religiosa Zen, Monja Coen; o filósofo Mário Sérgio Cortella; e o cantor e compositor Ney Matogrosso.

A Nord se tornou a rede oficial dos artistas que se apresentam na capital paraibana e em decorrência do serviço e atendimento tem recebido comentários elogiosos.

Nesta quarta-feira (04), antes de proferir uma palestra no Teatro Pedra do Reino, Mário Cortella elogiou o serviço e o cardápio servido durante o café da manhã em uma das unidades da Nord.

Para Patrícia Cantalice, diretora da Nord, a cada personalidade ou clientes que fazem a opção de se hospedar na rede paraibana há um atendimento especializado, com o objetivo de que se sintam realmente em casa.

Em casos especiais, o atendimento é personalizado, com mensagens e registros fotográficos da família das personalidades expostos em quadro dentro do apartamento.

Patrícia Cantalice disse que essa ação permite que essas pessoas, que possam muito tempo viajando a trabalho e consequentemente longe de familiares e amigos, possam ter um momento mais íntimo e afetivo.

Mario Sergio Cortella é filósofo, escritor, educador, palestrante e professor universitário brasileiro, mais conhecido por divulgar questões sociais ligadas à filosofia na sociedade contemporânea. É autor de livros como ‘Por que Fazemos o que Fazemos?’, onde analisa a vida profissional na contemporaneidade. Foi secretário Municipal de Educação de São Paulo (1991/1992) no governo de Luiza Erundina.

A Monja Coen Roshi fez palestras em João Pessoa e Campina Grande abordando o tema ‘Travessia Tranquila: a chegada da primavera e as seis perfeições’. Monja teve sua formação inicial em Los Angeles, na Califórnia e completou o mestrado no Mosteiro Feminino de Nagoya, Japão, onde residiu como noviça e monja oficial por 12 anos. Em 2017 completou 35 anos de vida monástica, e 22 anos de seu retorno ao Brasil como religiosa e representante oficial da Ordem Soto Shu. Atualmente, ela atua como professora e palestrante em todo Brasil, América do Sul, Japão e Suíça.

Fábio Cardoso, com informações nos perfis