BNB da Paraíba tem novo superintendente e investirá mais de R$ 2,4 bilhões

Destaque Paraíba
Anúncios

O Banco do Nordeste do Brasil na Paraíba tem novo superintendente. João Nilton Castro Martins tomou posse nesta quinta-feira (13), em solenidade em João Pessoa, oportunidade que revelou ser 2020 um “ano de desafios” para a economia nacional. Citando diversos nomes ilustres da Paraíba, Martins ratificou o compromisso do BNB de estreitar as parcerias com o governo do Estado e o setor empresarial, anunciando recursos de R$ 2,44 bilhões destinados a projetos de empresas de todos os portes e segmentos, do FNE (Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste).

Na posse, o ex-superintendente do BNB na Paraíba, Wesley Maciel, fez uma prestação de contas do período em que esteve à frente da instituição – período de quatro anos. Especificando o ano de 2019, informou que foram investidos R$ 29,3 bilhões do FNE em toda a área de atuação, beneficiando setores como agricultura, pecuária, indústria, agroindústira, turismo, comércio, serviços e infraestrutura, além dos segmentos (mini, pequeno, médio e grande). Ainda de acordo com Maciel, o banco injetou R$ 2,27 bilhões na economia da Paraíba por meio do FNE e de fontes internas, em 2019.

De acordo com os dados informados por Maciel, o BNB registrou um crescimento de 12% na contratação de financiamento por meio do programa Crediamigo; 2,3% de crescimento do FNE; além de elevação de 5,6% nas aplicações totais, passando de R$ 2,14 bilhões, em 2018, para R$ 2,22 bilhões, em 2019. Os desafios para 2020 prevê recursos de R$ 1.184.700 para o Crediamigo e Agroamigo, assim como para o Fies. Além de R$ 312.200 para a Agricultura Familiar e Pronaf e Agroamigo.

O presidente nacional do BNB, Romildo Carneiro, destacou que a instituição deve injetar cerca de R$ 43 bilhões na economia do Nordeste em 2020, sendo R$ 29,3 bilhões para o FNE. “Nós temos a missão de gerar desenvolvimento, tanto a longo prazo, com o FNE, tanto com os programas de microcrédito, como o Crediamigo e o Agroamigo, e os nossos principais objetivos são dar celeridade a todas essas ações, cumprir todo o orçamento, atender bem os clientes e levar oportunidades de trabalho e de geração de emprego e renda às pessoas”, falou.

Presente à solenidade de posse do novo superintendente do BNB, o governador da Paraíba, João Azevêdo, reforçou a necessidade e o empenho do Governo no sentido de estreitar parcerias com o BNB e o setor produtivo paraibano. Azevêdo destacou como fundamental para a economia do estado o volume de recursos que serão aplicados pelo banco – de R$ 2 bilhões -, em 2020, assim como enfatizou as ações no sentido de criar melhor ambiente de negócios.

O governador enfatizou que o governo comunga do mesmo foco do Banco do Nordeste no que diz respeito ao investimento no setor de microcrédito. De acordo com ele, em 2019 o governo investiu R$ 24 milhões em crédito por meio do Programa Empreender Paraíba, beneficiando cerca de 31 mil pessoas. “O setor produtivo preciso de mais investimento, de mais crédito, porque é ele que chega riqueza e empregos novos”, destacou Azevêdo.

Entre os setores que têm se destacado, conforme avaliação do governador, está o artesanato. Citado por ele em seu pronunciamento, Azevêdo comemorou o volume de vendas do Salão do Artesanato realizado em João Pessoa. Foram vendidas mais de 72 mil peças, com uma arrecadação superior a R$ 1,6 milhão. Também mereceram citações os setores de Agricultura Familiar e Agronegócios. “A Paraíba é um estado com muitas oportunidades, pois o setor público paga os salários em dia, se tornando um atrativo a mais para o empresariado”, disse.

“Estamos criando novas oportunidades, por meio do Conselho Deliberativo da Sudene, a exemplo da destinação de 30% dos recursos do Fundo Constitucional de Financiamento do Nordeste para a infraestrutura. Nós esperamos que isso seja regulamentado pelo Governo Federal para que possamos ampliar ainda mais as ações no Estado porque somos instrumentos de políticas de inclusão e de geração de riquezas”, frisou Azevêdo.

Fábio Cardoso