Aeroportos de João Pessoa e Campina podem ser privatizados

Paraíba

O governo decidiu leiloar dois blocos de aeroportos na nova rodada de concessão do setor, segundo autoridades da área. A ideia é testar o novo modelo com um aeroporto do Nordeste, o de Recife (PE), e outro de Mato Grosso (Cuiabá), a fim de puxar a concorrência.
Quem arrematar Recife levará também os aeroportos de Campina Grande/João Suaussna (PB), Maceió/Zumbi dos Palmares (AL), Aracaju (SE), Juazeiro (CE) e João Pessoa/Castro Pinto (PB). O vencedor da licitação do aeroporto de Cuiabá terá de assumir também os terminais de Barra do Garças, Alta Floresta, Sinop e Rondonópolis. Os ativos serão incluídos na nova carteira de projetos do Programa de Parcerias de Investimentos (PPI), em agosto.
A ideia inicial era lançar mais blocos de aeroportos, mas não há consenso no governo.
Enquanto os ministérios da Fazenda e do Planejamento querem o fim da Infraero e a privatização pura de todos os terminais, como forma de levantar receitas e acabar com os problemas da estatal (custo com funcionários e falta de dinheiro para investir), outras áreas querem manter a empresa, ainda que em tamanho reduzido, por questões estratégicas.
Agências

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.