Igreja de São Francisco recebe projeto OSPB nos Bairros da Orquestra Sinfônica da Paraíba

Eventos Culturais

A secular Igreja de São Francisco, um dos pontos turísticos de João Pessoa pela sua história e arquitetura, será o cenário do 10º Concerto Oficial da Temporada 2017 da Orquestra Sinfônica da Paraíba, nesta quinta-feira (24), às 20h, integrando o Projeto OSPB nos Bairros. A apresentação terá regência do maestro Luiz Carlos Durier e participação do Coro Sinfônico da Paraíba na execução de “Jesus Alegria dos Homens”, de Bach, e “Alelluia”, de Haendel. A entrada é gratuita.
O concerto começa com a execução de duas músicas brasileiras. A primeira é “Três Peças Nordestinas”, de autoria do compositor, arranjador, pianista e regente pernambucano Clóvis Pereira (1932), autor de frevos, caboclinhos e maracatus, além de obras para coro e orquestra e de peças para orquestra sinfônica. A relação do compositor com a Paraíba inclui a atuação como professor da UFPB e regente do Coral Universitário da Paraíba, grupo com o qual representou o Brasil no Fourth International Choir Festival, em 1974, nos Estados Unidos.
“Crepúsculo”, do paraibano José Siqueira (1907–1985), vem em seguida. Maestro, compositor e acadêmico brasileiro nascido no município de Conceição, José Siqueira – que dá nome à Sala de Concertos da Fundação Espaço Cultural da Paraíba (Funesc) – é reconhecido em nível internacional também pela importância como educador, pelo papel de liderança que exerceu no meio musical de sua época e pela participação da criação de várias entidades de classe e culturais, tornando-se uma das grandes figuras da música brasileira no século XX.
Logo depois, o público presente à Igreja de São Francisco vai ter a oportunidade de conferir a execução da “Sinfonia n. 10 em Sol Maior, K. 74”, de W. A. Mozart (1756 – 1791); “Capricho Catalão” e “Tango”, de Isaac Albeniz (1860 – 1909); “Original Rags – Ragtime”, de Scott Joplin (1868 – 1917); e a participação de 40 coralistas do Coro Sinfônico da Paraíba na “Cantata n. 147 – Jesus Alegria dos Homens”, de J. S. Bach (1675 – 1750), e “Allelluia do Oratório O Messias”, de G. F. Haendel (1685 – 1759).
De acordo com o regente titular da OSPB, Luiz Carlos Durier, devido a imponência e a estrutura barroca da Igreja de São Francisco, foi adaptado um repertório bem propício para aquele local. “Teremos música armorial, de José Siqueira, brasileiro, representativo da nossa música de concerto. Teremos algo bem descontraído como música espanhola e “Ragtime”, para deixar a estrutura do repertório leve e também, de certa forma, bastante recreativo, livre, descontraído, para que as pessoas se sintam motivadas para a alegria”, destacou o maestro.
“O repertório continua com uma sinfonia de Mozart, escrita quando ele era ainda muito jovem, com apenas 12 anos de idade. E encerraremos o concerto com a solenidade que a igreja nos permite, que a igreja nos oferece, que a igreja nos deixa com essa vontade de fazer Bach e Haendel. Nós vamos fazer dois corais de uma cantata de Bach e de um oratório de Haendel. Com isso, nós desejamos alcançar as pessoas que moram no Roger. Então, o trabalho é todo voltado para que o pessoal do Roger tenha a oportunidade de assistir ao concerto da Orquestra Sinfônica na igreja que é exatamente vizinho ao bairro”, observou Durier.

Regente
Paraibano de João Pessoa, Luiz Carlos Durier é o regente titular da Orquestra Sinfônica Jovem da Paraíba (OSJPB) há 17 anos. Seu trabalho direcionado para jovens músicos em formação tem reconhecimento em todo o Brasil. Em setembro de 2013 foi nomeado diretor artístico e regente titular da Orquestra Sinfônica da Paraíba (OSPB).
Como regente convidado conduziu a Orquestra Sinfônica do Rio Grande do Norte, Orquestra Sinfônica do Estado de Sergipe, Orquestra Sinfônica da UFRN e Orquestra Criança Cidadã do Recife. Durier também regeu a Orquestra de Cordas da 29ª e 30ª Oficina de Música de Curitiba. No ano de 2012, o maestro recebeu a Comenda de Honra ao Mérito, pelo desempenho profissional frente à OSPB.
Secom Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.