João Pessoa pode ser cidade-irmã de cidades da Rússia e China

Paraíba

O CEO e diretor executivo da Câmara de Comércio BRICS-PED – cúpula de países emergentes como Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul -, Rodrigo Dora, confirmou nesta quarta-feira (23) que existem tratativas para que João Pessoa se torne “cidade-irmã” de Siberts (na Sibéria/Rússia) e de Nagking, na China. De acordo com ele, essa ação é super positiva por dar maior visibilidade à Paraíba pelo fato dela se tornar um destino turístico para atrair visitantes dos dois países.
O executivo brincou, dizendo que o jogador paraibano Huck, que jogou a Copa do Mundo do Brasil em 2014, já atuou no futebol russo e é um atleta bastante conhecido naquele país e, certamente, poderia ser um grande embaixador da Paraíba naquele mercado.
Segundo Dora, o BRICS-PED tem sete escritórios espalhados pelo mundo e a intenção da capital paraibana de organizar essa relação de irmandade pode ser um primeiro passo para a criação de uma tríplice aliança internacional. Dora disse que a classe alta chinesa começa a fazer um movimento de saída do país para conhecer outros territórios e que o turismo tende a ser um setor mais afetado de forma positiva nesse novo cenário.
Sobre a Tríplice Aliança, entre João Pessoa, Natal e Recife, o diretor dos Brics disse que é importante para o desenvolvimento da atividade turística para João Pessoa, porque a capital está justamente no meio das outras duas cidades – Natal e Recife – e pode se tornar um importante corredor tanto para quem sai de Recife para Natal, como vice-versa. “Imagino que seja produtivo o município estar aliado aos outros”.
Fábio Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.