Balé Cidade de Campina Grande apresenta dois espetáculos no Teatro Cacilda Becker

Eventos Culturais

O Balé Cidade de Campina Grande (PB) se apresenta entre os dias 28 de setembro e 1º de outubro no Teatro Cacilda Becker, no Rio de Janeiro. Durante a temporada, o público terá a oportunidade de assistir aos espetáculos Metal e Frestas, Fôlego e Pele. A programação inclui, ainda, a realização de uma Oficina de Dança Contemporânea, que será ministrada no dia 27, às 14h, pelo coreógrafo e bailarino Romero Mota.
Frestas, Fôlego e Pele tem coreografia de Romero Mota e será apresentado nos dias 28 e 29 de setembro (quinta e sexta) às 20h. O espetáculo tem como mote a inquietação, o estranhamento e a reflexão e conta com jovens bailarinos de diversas faixas etárias e formações. “Busquei alcançar o que a crise pode trazer de útil à arte: o novo. Mas um novo sem obrigação. Um novo com o único compromisso que a arte deve ter: a expressão”, explica Romero Mota.
Metal tem apresentações sábado (30) às 20h, e domingo, dia 1º de outubro, às 19h. O espetáculo é fruto de uma pesquisa que foi construída em uma atmosfera baseada no figurativo, tendo como base imagens da parte química e científica dessas substâncias e na incessante busca humana pela riqueza desses metais, traduzidas no filme Serra Pelada e na fotografia de Sebastião Salgado sobre o tema.
Com coreografia de Rafael Gomes, Metal dialoga diretamente com o coletivo e observa o comportamento do mesmo corpo no ambiente solitário. O diretor artístico Erasmo Rafael explica que “no seguimento, transformamos esse corpo no movimento das lavas vulcânicas que traz consigo uma rica composição mineral e também nos acentos da dança do pássaro negro Maleo, que com sua agilidade nas asas depende dessa energia e magnetismo”.
A trilha sonora é composta por ruídos industriais, onde são acentuados a lapidação e o rompimento de correntes afetivas. Também fazem parte da cena temas abordados no cotidiano contemporâneo, como o respeito à mulher, a diversidade e a personalidade. No figurino, o pensamento de sustentabilidade tem como foco as roupas da década de 70, pesquisada em brechós urbanos, podendo assim manter a originalidade. O valor dos ingressos é de R$ 20 (inteira) e R$ 10 (meia-entrada), para ambos os espetáculos.

Balé Cidade de Campina Grande
Além de encantar plateias por onde passa o Balé Cidade de Campina Grande realiza um trabalho exemplar de formação de público, de pesquisa e debate, buscando preservar a memória da dança em Campina Grande. O grupo atua com produção de eventos sobre essa linguagem artística e projetos sociais de formação artísticas com os projetos “Dança Cidadã”, que oferece aulas de balé clássico para crianças dos 7 aos 11 anos da rede municipal de ensino; e o “Homens na Dança”, que capacita jovens dos 13 aos 30 anos com aulas de balé clássico e dança contemporânea. Dessa forma, o Balé Cidade de Campina Grande consolida-se como referência também em função de suas atividades extra palco, um trabalho amplo que enxerga a dança como elemento multifacetado e plural; um exemplo de como a Associação Amigos do Teatro Municipal Severino Cabral encara sua missão Institucional.
Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.