Agência de viagens é acusada de golpe em foliões de Campina Grande

Cotidiano

A direção da agência de viagem Taz Aqui, de Campina Grande, está sendo acusada de dar um calote a um grupo de cerca de 50 pessoas durante o período de Carnaval. O grupo comprou um pacote para curtir a festa em Olinda, onde se hospedou em uma casa, com direito a transfer ida e volta, além de café da manhã e almoço, incluindo ainda bebidas alcoólicas.
De acordo com informações do blog MR – Márcio Rangel, a festa dos foliões campinenses acabou na terça-feira (13), quando foram expulsos da casa pelo proprietário, que havia ido até o local para cobrar R$ 7 mil que faltavam para completar o pagamento da casa, que havia sido negociada por R$ 17 mil. Como não havia nenhum representante da agência, o proprietário chamou a polícia e chegou até a cortar a energia. Cada um dos 50 foliões pagou em média R$ 700.
“O dono da casa chegou agressivo e ameaçando todo mundo de expulsão. Ele chegou procurando o responsável pelo TazAqui que estaria devendo R$ 7 mil referente a segunda parcela da locação do imóvel. A casa teria custado R$ 17 mil e somente R$ 10 mil havia sido pago” confirmou uma das vítimas ao blog, o estudante Eduardo Lopes de Farias.
Segundo o blog, o responsável pela excursão, Rayfranci Camilo Diniz, que estava na casa até a segunda-feira, não foi mais localizado, como atestaram as pessoas que foram enganadas.
As pessoas lesadas estão sendo orientadas por advogados a prestarem queixa na polícia e acionarem os órgãos de defesa do consumidor. O responsável pela empresa também deverá responder pelos danos morais e materiais causados aos foliões.
De acordo com o presidente em exercício da Abav-PB (Associação Brasileira das Agências de Viagens, seccional Paraíba), Luciano Lapa, ao comprar um pacote turístico, primeiro as pessoas devem procurar conhecer as empresas para saber de sua idoneidade. Devem, principalmente, desconfiar dos preços cobrados, pois qualquer produto com preço fora da realidade do mercado é suspeito.
Lapa disse ainda, que é importante que os consumidores procurem fechar pacotes turísticos com agências que sejam associadas à Abav, que dá maior lastro de segurança em casos de problemas durante o período contratado. A Taz Aqui não integra os quadros da Abav-PB.
Fábio Cardoso, com Blog MR