Mulher filma e denuncia homem se masturbando em pleno voo

Brasil

Mais um caso de assédio sexual é registrado em um voo no Brasil. Desta vez aconteceu em um voo da Avianca Brasil, entre as cidades de Confins (MG) e Guarulhos (SP). A passageira Vitória Antunes flagrou um passageiro que estava do seu lado se masturbando, no último domingo (11) e, sem se intimidar, filmou o homem para ter provas do crime. Na oportunidade, ofendeu o passageiro e solicitou que um comissário da companhia aérea trocasse de lugar, o que não foi feito, segundo relato dela nas redes sociais.
Vitória postou diversos vídeos no Stories do Instagram e também no Facebook, mas o que mostra o homem se tocando precisou ser retirado, pois o conteúdo é considerado impróprio. No entanto, as imagens ainda podem ser vistas no YouTube.
A passageira conta, indignada, que a tripulação da Avianca foi conivente com o delito. Num outro vídeo, é possível ouvir o comissário de dizendo “senhora, por favor, a gente já vai desembarcar”, depois de ver que Vitória estava revoltada e sem medo de denunciar o homem em alto e bom som.
Vitória relata ainda, que o homem trocou de lugar após o fechamento das portas do avião e foi sentar deliberadamente ao lado dela. Depois disso, começou a se masturbar e gemer. Também conta que o comissário com o qual conversou não quis ver o vídeo em que o passageiro aparece claramente alisando as genitais. Com isso, o homem não foi nem sequer encaminhado a outro assento para que ficasse longe dela.
Ainda nesse relato, a mineira diz que foi levada a falar com o comandante após o pouso. “Perguntei se ele não tinha nada para me falar e ele falou que não podia me ajudar, porque ele não tinha visto o que tinha acontecido. Aí eu falei ‘mano, mas é lógico que você não viu, você tava dirigindo”.
Em nota publicada nas redes sociais na segunda-feira (12), a Avianca Brasil esclareceu que, “em relação a ocorrência no voo 6145 CNF-GRU, está investigando internamente o ocorrido e tomará as medidas cabíveis. A companhia reforça que repudia veementemente todo tipo de comportamento inadequado de qualquer indivíduo que voe com a empresa.”
Já nesta terça-feira (13), também nas redes sociais, a Avianca Brasil negou que os comissários tivessem ficado omissos ao acontecimento e que teriam trocado o passageiro do assento. Ainda na nota, a companhia aérea esclarece que orientou a passageira a procurar a Polícia Federal para fazer a denúncia, ainda no aeroporto.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=TRGFXoDDymk[/embedyt] Redação