Presidente do SEHA-JP revela mais de 500 demissões no setor de Hospedagem e Alimentação em João Pessoa

Destaque Paraíba
Anúncios

O setor de hospedagem e alimentação da Paraíba já fechou cerca de 500 postos de trabalho em virtude da crise do novo coronavírus. Foi o que afirmou o presidente do Sindicato das Empresas de Hospedagem e Alimentação de João Pessoa (SEHA-JP), Graco Parente. Segundo ele, sem a edição de uma nova medida provisória favorável às empresas, o número de demissões deve chegar em mil até o quinto dia útil de abril.

“Os prejuízos para o setor são imensuráveis. Já estamos dando o ano como perdido. Se a gente trabalhar daqui para frente com todo vigor, ainda não seremos capazes de reverter os estragos”, avaliou. Parente participou ontem de uma videoconferência com representantes do setor de hospedagem e alimentação de todo o país.

O grupo avaliou que o prejuízos para o turismo alcançam a cifra de R$ 32 bilhões. O setor de hospedagem e alimentação, sozinho, soma perdas em R$ 10 bilhões. “O clima está tenso em todo país. Ouvimos relatos de empresários que nem sabem se vão conseguir retornar ao mercado após essa crise. Essa medida provisória em favor das empresas demorou muito para sair, mas antes tarde do que nunca”, pontuou.

Ellyka Gomes