Visit.Pernambuco Travel Show começa em Porto de Galinhas com olho no aumento de casos do covid-19

Destaque Eventos

O tom dos discursos na abertura do Visit.Pernambuco Travel Show, nesta segunda-feira (30), em Porto de Galinhas (PE), foi de parceria e preocupação com o aumento dos casos de covid-19 no Brasil, nas últimas duas semanas. O presidente da Empetur, Antônio Neves, afirmou que o setor de turismo no Brasil vem reagindo e apresentando números bastante sólidos e animadores, mas que é preciso observar esses dados em função da possibilidade de uma segunda onda de casos, o que seria, na opinião dele, um caos e que iria dificultar ainda mais a recuperação de milhares de empresas que atuam nesse segmento.

Ninguém trabalha com a possibilidade dessa nova onda de casos do covid-19 e segue apostando na recuperação das empresas. Conforme Neves, em Porto de Galinhas, houve uma perda de 40% da mão de obra no Turismo a partir de abril, mas que essa recuperação, desde de julho, quando começou a reabertura dos equipamentos – como hotéis e pousadas -, já houve a readmissão de 25% dessa mão de obra.

Porém, o maior gargalo que o setor enfrenta são os custos de administração. Com a pandemia, muitos segmentos foram impactos e os insumos utilizados no setor estão elevados, o que acarreta na transferência, em muitas situações, para os clientes. Um exemplo são os preços das passagens aéreas. “Não temos mais gordura e se essa nova onda vier será difícil recuperar. Os bancos não têm facilitado nossa vida e precisamos apostar na vacina contra o covid-19, pelo menos, até março”, disse Neves.

A secretária de Turismo de Ipojuca (PE), Carol Vasconcelos, lembrou que a cidade foi uma das primeiras a trabalhar os protocolos sanitários e que, atualmente, o Destino Porto de Galinhas é considerado um dos mais seguros do Brasil. Esse é um referencial importante, porque, segundo a secretária, a questão da segurança tem sido decisiva na hora em que as pessoas fazem a opção por um destino. “As pessoas querem segurança antes de tudo”, pontuou Carol.

O Visit.Pernambuco contará com a presença de 60 operadores de turismo de vários estados brasileiros, além de 70 expositores, que vão apresentar os seus produtos como hotéis, pousadas, receptivos e restaurantes. A expectativa é de que o evento gere uma receita de R$ 26 milhões em negócios fechados para 2021, até quartta-feira (02).

O evento é uma realização da Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas e do Porto de Galinhas Convention & Visitors Bureau. Entre os patrocinadores estão o Sebrae, Governo de Pernambuco, por meio da Secretaria de Turismo, Esportes e Lazer de Pernambuco e a Empresa de Turismo de Pernambuco, Prefeitura do Ipojuca e Trade Turístico de Porto de Galinhas.

Na coletiva de imprensa, também falaram Eduardo Tiburtius, presidente do Porto de Galinhas Convention; Massimo Pellitteri, presidente da Associação dos Hotéis de Porto de Galinhas; Alexandre Alves, gerente do Sebrae; e Gilson Machado, presidente da Embratur.

Fábio Cardoso – Fotos: Hans Von Manteuffel