Air Europa volta ao Panamá em julho, com a frota do Boeing 787 Dreamliner

Aviação Mundo

A Air Europa, com o objetivo de retomar gradativamente sua conectividade, retornará os voos Madri (ESP) – Panamá a partir de julho com duas frequências semanais, especificamente terça e domingo. A companhia aérea, mantendo seu compromisso com o Panamá desde a inauguração da rota em 2019, assinou um acordo para contribuir com a promoção e projeção internacional do destino durante a Feira Internacional de Turismo, Fitur.

Com a assinatura, Iván Eskildsen, Ministro do Turismo do Panamá, indicou que “estamos muito entusiasmados com a assinatura deste acordo que abrirá o destino no dia 20 de julho e promoverá a reabertura do nosso país, muito atraente para o mercado espanhol”. No mesmo sentido, falou o CEO da Air Europa, Valentín Lago, para quem, além disso, a retomada das operações permitirá reforçar a posição do país como destino turístico, aproximando o visitante dos seus atrativos naturais e culturais e contribuirá para ratificar o potencial do Aeroporto de Tocumen como hub das Américas.

A Air Europa retomará sua programação no país panamenho em 20 de julho, a bordo de sua frota Boeing 787-8 Dreamliner, sua aeronave mais eficiente e sustentável, capaz de reduzir suas emissões em até 20%, em comparação com qualquer outra de tamanho semelhante, e reduz seu impacto acústico em até 60%. Com capacidade para 296 passageiros, dos quais 22 voam na classe Executiva, o Dreamliner oferece uma experiência única a bordo. Além disso, a frota do Dreamliner possui filtros HEPA ou de alta eficiência, os mesmos que são utilizados em ambientes hospitalares e capazes de capturar partículas que contêm vírus com eficiência superior a 99,9%.

O programa de voos com partida de Madrid às 15h15 e chegada ao Panamá às 18h50 locais, garante também uma ligação rápida aos destinos nacionais e europeus onde a Air Europa opera no regresso ao aeroporto Adolfo Suárez Madrid-Barajas.

MAPA 360