Terminal de Cabedelo é considerado a ‘Joia da Coroa’ dos terminais pesqueiros

Destaque Paraíba

As obras do Terminal Pesqueiro, no Porto de Cabedelo, estão em ritmo acelerado e devem ser inauguradas em setembro, ainda sem data confirmada. O Grupo Rotamar arrendou o Terminal e, desde então, tem trabalho para colocá-lo em funcionamento. Em suas redes sociais, a empresa destacou que o Terminal poderá se tornar o ‘hub’ do Atlântico. O equipamento deve gerar cerca de 200 empregos diretos.

Segundo a empresa, o Hub de negócios “é um modelo inovador e disruptivo, que propicia a prestação de múltiplos serviços para milhões de consumidores por meio de diversas empresas, com elevado nível de qualidade, segurança, performance, disponibilidade e com redução significativa do esforço de todos os provedores e consumidores dos serviços que fazem parte do hub.”

A Rotamar pontua que, segundo empresários do setor pesqueiro, o Terminal de Cabedelo é considerado a Joia da Coroa dos terminais pesqueiros. Sua posição altamente estratégica suprirá todas as demandas do Atlântico, desde a costa sudoeste da Europa, costa oeste africana, e toda costa leste americana.”

Para se ter uma ideia desse potencial, a planta industrial poderá movimentar até 100 toneladas de pescados por dia, além de contar com uma capacidade de abastecimento combustível para frota pesqueira de quase 2 milhões de litros mensalmente. As suas fábricas de Gelo, segundo a empresa, possuem capacidade de produção de quase 200 toneladas por dia.

Centro Comercial

O Terminal Pesqueiro de Cabedelo terá um Centro Comercial próprio, com lojas de departamentos, salas comerciais, Marina e escritórios. Um dos grandes destaques, conforme informou a Rotamar, é a instalação do Mega Lojão da @pesconauta no local, com um moderno e amplo ambiente, seguindo as tendências internacionais de design comercial.

“A Loja será a mais completa no setor náutico-pesqueiro de toda região Nordeste brasileira, com mais de 10 mil itens à disposição, desde produtos exclusivos, até higienização e sanitização de embarcações, ferragens, tintas, bricolagem, equipamentos eletrônicos e outros produtos e serviços”, informou a empresa.

Parceria com a Companhia Docas

De acordo com Gilmara Temóteo, diretora-presidente da Companhia Docas, que administra o Porto de Cabedelo, a Rotamar é um grupo muito forte e organizado. “A Docas tem uma relação muito positiva com o grupo. O porto de Cabedelo continua usando dois cabeços de amarração – que são os equipamentos que ficam no cais para que seja possível operar três navios ao mesmo tempo. É necessário fazer a amarração de um navio no próprio Terminal Pesqueiro”, afirmou a executiva.

Gilmara disse ainda, que essas operações ficaram consignadas no contrato que foi firmado pelo Governo Federal e compactuado para que o porto possa utilizar por 10 dias sem custos. “Antes mesmo de conhecer o vencedor da licitação, esses termos foram construídos pelos Ministérios da Pesca, da Economia e da Infraestrutura a pedido da Companhia Docas para não inviabilizar as operações do porto”, disse.

“O nosso diálogo é quase que diário com o Terminal Pesqueiro. Eles estão fazendo as adaptações e pediram a planta para fazer os projetos de reforma e adaptação que devem ser realizados. Estão tirando as licenças junto à prefeitura, à Sudema e ao Ministério da Agricultura. Havia uma previsão de o terminal começar a operar a partir de Agosto, mas deve ter havido algum pequeno atraso, já que há todo o protocolo nesses processos”

“É um terminal que a gente acredita que possa funcionar a todo vapor, porque vai gerar emprego e renda, vai trazer movimentação e arrecadação de impostos, irá fomentar a indústria da pesca, e vai ser positivo para todo mundo. Estamos ali para sermos parceiros do terminal, até porque o navio de pescado vai entrar pelo canal de acesso do Porto de Cabedelo. Estamos agora esperando no futuro para fazer essa tríade completa para gerar mais recursos para a economia de Cabedelo.”

Fábio Cardoso

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!