15 de novembro será o melhor feriado prolongado de 2021, com 95% de ocupação no Rio de Janeiro

Brasil
http://datagridti.com.br/wp-content/uploads/2021/12/datagridtiBanner.gif

A comemoração da proclamação da República proporcionará o melhor feriado prolongado de 2021 para a rede hoteleira carioca, com 95% de ocupação. Os dados integram a pesquisa divulgada pela entidade.

Em 2021, até agora o melhor resultado dos hotéis tinha acontecido no feriado de Nossa Senhora de Aparecida (12/10), com média de 86,70%, à frente do feriado da Independência (07/09), com 85,70% e de Finados (02/11), com 85,66%.

As competições Maratona e Meia Maratona do Rio influenciaram na subida da ocupação dos hotéis da cidade de forma bem heterogênea com relação aos percentuais. Alguns hotéis confirmaram que o aumento chegou a quase 50% por conta das duas competições, outros mencionaram de 10 a 15% ou até 30%, uns poucos falaram em baixo impacto.

Notadamente os hotéis da Região do Centro e Flamengo/Botafogo apareceram com percentuais bastante elevados quando comparado com outros fins de semana, principalmente o Centro do Rio, que fica mais próximo do circuito e têm tarifas mais em conta, o que é uma influência das competições. Ao todo são 20.114 atletas, sendo 101 (0,5%) estrangeiros, 6.470 (32%) de fora do Estado do Rio de Janeiro e 13.543 (67%) fluminenses.

Entre as regiões mais procuradas pelos turistas, destacam-se: Ipanema/ Leblon (97,17%), Centro (95,53%), Flamengo/ Botafogo (94,77%), Barra da Tijuca/ São Conrado (94,26%) e Leme/ Copacabana (94,10%),

Ocupação no interior do Estado do Rio de Janeiro – Até o momento, a rede hoteleira no interior do estado registra uma média de 73% dos quartos reservados.

Entre os municípios mais procurados estão Cabo Frio (90%), Paraty (90%), Valença/ Conservatória (88%), Armação dos Búzios (85%), Arraial do Cabo (85%), Miguel Pereira (85%), Itatiaia/ Penedo (80%), Rio das Ostras (77%), Petrópolis (76%), Macaé (75%), Teresópolis (73%), Angra dos Reis (65%), Vassouras (64%) e Nova Friburgo (55%).

Origem e perfil

Os visitantes da cidade do Rio de Janeiro têm origem, em sua grande maioria, no próprio Brasil: 98%. Em primeiro lugar estão os visitantes de São Paulo, depois vem Minas Gerais, em terceiro lugar está o interior do estado e, em quarto, Espírito Santo.

Quanto ao perfil, o ranking é: casais, famílias, visitantes individuais e grupos. Em relação a faixa etária em primeiro estão as pessoas de 41 a 50 anos de idade, seguidos por as de 31 a 40, 21 a 30 e 51 a 60.

Os 2% de hóspedes estrangeiros vêm dos Estados Unidos, em segundo lugar da Argentina, seguidos por Chile e Colômbia. São casais, visitantes individuais, famílias e, por último, grupos. As faixas etárias são rigorosamente iguais às dos visitantes nacionais, citadas acima.

Arteiras Comunicação