Itapemirim suspende todas as operações temporariamente

Aviação Brasil

O Grupo Itapemirim informa que, por iniciativa própria, suspendeu temporariamente as operações de sua companhia aérea, a ITA, no início da noite desta sexta-feira (17) para uma reestruturação interna.

A decisão foi tomada por necessidade de ajustes operacionais. A ANAC (Agência Nacional de Aviação Civil) já foi informada da decisão.

A ITA lamenta os transtornos causados e afirma que irá continuar prestando toda assistência aos passageiros impactados, conforme prevê a resolução 400 da ANAC.

A companhia orienta os passageiros com viagens programadas para os próximos dias que entrem em contato pelo e-mail falecomaita@voeita.com.br.

A companhia irá dedicar o máximo esforço para, em breve, retomar seus voos

O Grupo Itapemirim informa também que essa decisão não afeta a prestação de serviço do transporte rodoviário, por meio da Viação Itapemirim, cujas operações seguem normalmente.

Empresa aérea deve comunicar a todos os passageiros sobre cancelamento de voos, reacomodações e garantir atendimento integral

A Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) foi informada, por volta de 18h, pela empresa aérea Itapemirim Transportes Aéreos (ITA), nesta sexta-feira (17/12), sobre a suspensão temporária das operações no Brasil devido a uma restruturação interna. A Agência determinou que a empresa aérea preste imediatamente atendimento integral a todos os passageiros e comunique, individualmente, sobre cancelamento de voos e reacomodações, bem como garanta o reembolso das passagens aéreas comercializadas, cumprindo as regras da Resolução ANAC 400, de 2016.

A ANAC recomenda, ainda, que os passageiros com voos previstos, a partir deste sábado (18/12), não compareçam aos aeroportos antes de contatar a empresa aérea. A Itapemirim informou que os passageiros com viagens programadas para os próximos dias devem entrar em contato pelo e-mail falecomaita@voeita.com.br. A ANAC orienta que os passageiros também recorram à plataforma Consumidor.gov.br.

A segurança das operações aéreas é prioridade da Agência. Devido à paralisação das operações da empresa, a ANAC suspendeu o seu Certificado de Operador Aéreo (COA).

Assessoria de imprensa