Início das obras do Polo Turístico deve ocorrer no 1° semestre de 2022 e Governo prepara anúncio de outro grande projeto no Turismo

Destaque Paraíba

Em meio à pandemia da Covid-19, que travou uma série de projetos na área de Turismo, o Governo da Paraíba não parou de negociar com empresas brasileiras e estrangeiras deve anunciar em breve um grande investimento na área, que irá alavancar a economia do interior do Estado. A informação é do secretário de Turismo e Desenvolvimento Econômico, Rômulo Polari Filho. Ele confirmou que a meta de início das obras do Polo Turístico do Cabo Branco, ainda no primeiro semestre deste ano, está mantida, e que o Governo deve anunciar a vinda de outros grupos empresariais, também em 2022.

“Nesse momento a gente está um pouquinho fechado. Não podemos anunciar nada ainda, mas nós estamos trabalhando há alguns meses nesse projeto. A gente está sendo muito demandado para o Polo Turístico, que está com uma repercussão grande, seja no mercado nacional, como no internacional, mas infelizmente essa é uma estratégia de negociação que é complicada de anunciar sem fechar, porque pode atrapalhar e as empresas exigem esse tipo de sigilo”, revelou o secretário.

“Até estrategicamente para a gente é importante não anunciar nada agora, porque existem outros Estados interessados e há uma forte concorrência em todos os setores. Mas o projeto que iremos anunciar brevemente tem um caráter ainda mais amplo, no interior, no segmento do Turismo.”

De acordo com Polari Filho, o projeto do Polo Turístico “está no mundo todo”. Os projetos das três empresas que estão investindo no Polo estão em fase final de análise, duas delas já apresentaram os projetos à prefeitura de João Pessoa na área do Meio Ambiente, para aprovação de licenciamento ambiental. Os empreendimentos são da Ocean Palace Eco Beach Resort (nome provisório), Amado Bio & Spa Hotel e o Surf World Park.

Na abertura do Salão do Artesanato da Paraíba, ocorrido na tarde de quarta-feira (12), o governador João Azevêdo confirmou que existem entendimentos com um grande grupo da Europa – que deve ser da Espanha – que tem interesse em investir no Polo Turístico. “Nós estamos exatamente nesse processo, os projetos estão dentro da Prefeitura (de João Pessoa) aguardando o alvará – dos três primeiros grupos -, mas infelizmente essa pandemia que estamos tratando aqui gerou um atraso significativo, até porque os empresários de fora, principalmente da Espanha, tiveram dificuldade em se locomover pra cá”.

O Polo Turístico do Cabo Branco

O Polo Turístico Cabo Branco possui uma área de 654 hectares com 35 lotes, sendo 19 para o setor hoteleiro, 5 para o setor de animação, 10 para comercial e serviços e 1 para o setor de eventos. Os cinco lotes tem uma área entre 3,3 e 18,85 hectares, sendo três deles para a instalação de hotéis e resorts, um para o setor de animação (parque aquático) e um para o setor de comércio e serviços.

Atualmente o projeto já conta com o Centro de Convenções, que já está em operação. O equipamento possui mais de 48 mil m² de área construída e capacidade para receber 20 mil pessoas, simultaneamente, em seus quatro prédios principais, dentre os quais se destaca um dos mais modernos teatros do Brasil, com capacidade para 3 mil expectadores: o Teatro Pedra do Reino.

Terminal de passageiros no Porto de Cabedelo

João Azevêdo confirmou ainda, que a partir do momento em que você tenha a possibilidade do Porto de Cabedelo receber navios de grande porte – com o projeto de dragagem do Porto  – , se pode pensar em projetos futuros. “Existe uma proposta de fazer um atracadouro possibilitando que os turistas possam entrar pela Fortaleza de Santa Catarina, e é isso que não estamos trabalhando. Esse projeto está firme e forte. Vamos concluir primeiro a dragagem, com investimento de recursos de R$ 88 milhões para que possamos pensar na segunda etapa”, pontuou.

Fábio Cardoso

 

Facebook Notice for EU! You need to login to view and post FB Comments!