Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha, terá complexo turístico em torno da Varig

Aviação Brasil Destaque

Os amantes da aviação, saudosistas da antiga Varig – Viação Aérea Rio-Grandense e turistas estão contando os dias para ver concretizado o projeto do novo complexo turístico que está sendo construído em Nova Petrópolis, na Serra Gaúcha. O empreendimento terá como ícone um Boeing 727, adquirido em leilão por ex-funcionários da Varig por R$ 85 mil, que estão desenvolvendo o projeto ao lado da H2 Negócios Imobiliários, da família Hillebrand, junto da associação VarigVive.

O complexo terá um investimento de R$ 50 milhões e está sendo construído em uma área de 30 mil metros quadrados, às margens da RS-235. O complexo turístico possuirá uma área total de 30 mil metros quadrados. Para os amantes da aviação, o complexo ainda abrigará simuladores de voo, tanto de aeronaves quanto de hélices privadas. Estão previstos restaurantes, com cardápios variados e contemplando as culinárias germânica e italiana.

Conforme o presidente da associação VarigVive e engenheiro de voo, alimentos naturais também devem ser destaque. O empreendimento contará com hotel, que possuirá 120 quartos e um jardim com queda d’água, além de 20 residências e casas de veraneio, assim como um mall comercial com lojas e escritórios. Também está previsto um anfiteatro, onde esporadicamente terão atrações abertas ao público, como apresentações musicais e teatrais.

Restauração do Boeing 727

O primeiro passo será restaurar o avião com capacidade de 117 lugares nas cores originais e colocá-lo como ênfase na futura atração turística. “A ideia é preservar a imagem do pássaro de prata, que agora se tornará uma estrela”, informa Oscar Burgel.

As cabines da aeronave, tanto de passageiros, quanto do piloto, no momento inicial não serão abertas ao público. Já para um segundo período existem propostas que estão sendo estudadas, como voo simulado com pontos de vista diferentes, onde um visitante, por exemplo, poderia fazer uma viagem virtual para Roma, Paris, entre outros.

Junto do avião, que estará apontado para o norte e poderá ser visto por quem passar no caminho Nova Petrópolis-Gramado, um pavilhão será construído para atividades indoor. O formato escolhido é característico daqueles que se encantam com o céu: uma nuvem. O espaço fechado foi pensado nas adversidades do tempo, como chuva e frio. O local abrigará informações e resgatará memórias tanto da Varig, quanto da imigração alemã no Rio Grande do Sul.

O projeto como um todo foi dividido em três fases, sendo a primeira de início imediato, dedicada à montagem e restauração do avião, que até ao final deste ano deve ficar pronto, além da terraplanagem da área onde ficará localizado o complexo. A segunda etapa contempla a construção e abertura do mall, com as lojas, e da Nuvem, ou seja, do Memorial VarigVive, que deve ocorrer ao longo de 2023. A última parte do projeto a ser entregue se refere aos meios de hospedagem, os quais estima-se que estejam disponíveis para receber os primeiros hóspedes apenas no final de 2024.

Redação