Governador da Paraíba assina contrato de serviço da dragagem do Porto de Cabedelo no dia 29 de março

Destaque Paraíba
http://datagridti.com.br/wp-content/uploads/2021/12/datagridtiBanner.gif

O governador da Paraíba, João Azevêdo, vai assinar o contrato de serviço para início das obras de dragagem do Porto de Cabedelo na próxima terça-feira (29). A obra prevê a realização de uma dragagem de aprofundamento no canal de acesso ao porto, que hoje tem 9,14 metros e passará a ter 11 metros de profundidade. Os trabalhos também serão realizados na bacia de evolução (área de manobra dos navios no interior da área do complexo), que ficará com 300 metros de largura. 

A DTA Engenharia foi a vencedora da disputa. O início dos trabalhos está previsto para o próximo mês de junho, devendo durar quatro meses. A concorrência pública da dragagem foi realizada no último dia 7 de março. Dez dias depois, foi feita uma segunda licitação para contratar a empresa responsável pela supervisão da obra e pela execução da gestão ambiental, do apoio técnico e do acompanhamento dos serviços de dragagem e derrocagem de aprofundamento por resultado. O contrato para essas atividades será de R$ 2,8 milhões.

Inicialmente, o Governo do Estado – que tem a concessão do porto e o administra a partir da Companhia Docas da Paraíba – iria investir, com recursos próprios, R$ 88 milhões na dragagem. Mas, na licitação do serviço, o valor acabou reduzido para R$ 83,27 milhões. 

Segundo a diretora-presidente da Companhia Docas da  Paraíba, Gilmara Temóteo, atualmente, o porto recebe navios com até 210 metros de LOA (comprimento) e 40 metros de boca (largura), mas com uma limitação de 35 mil toneladas de carga embarcada. 

A obra trará maior faturamento para o Porto e arrecadação para o Estado e o Município. Segundo o Estudo de Viabilidade Técnica, Econômica e Ambiental (EVTEA) da dragagem, a estimativa de crescimento é de 10% ao ano até 2031, o que representa um montante de R$ 1,6 milhão/ano (R$ 1.633.641,6/ano).

Após a dragagem, o complexo marítimo receberá navios com a mesma extensão e largura, contudo, com capacidade de adentrar o porto carregados com até 55 mil toneladas. A entrada de navios maiores, de acordo com o setor de Planejamento do Porto de Cabedelo, irá resultar em menor custo de frete e, além de ampliar a movimentação de cargas já consolidadas, tornará o complexo mais atrativo para receber novos insumos e produtos como arroz, cevada, cargas conteinerizadas e veículos. 

Além da expectativa de crescimento operacional do Porto de Cabedelo, a obra de dragagem vai gerar novos empregos. Conforme dados da Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP), para cada R$ 1 milhão investido no setor, são gerados muitos empregos. Assim, considerando o valor da obra de dragagem orçada em R$ 84 milhões, a estimativa é que sejam criados 672 empregos.

Redação com BE News