Não me agrada a ideia das pessoas passearem com cachorros em shopping center

Fábio Cardoso

Antes de você me julgar, leia o artigo inteiro. Por que? No mundo do politicamente correto, qualquer tipo de opinião precisa ser expressada com argumentos, com as pessoas concordem ou não, mas é necessário tê-los. Você acha correto as pessoas levarem cachorros para um shopping center? Eu, particularmente, não gosto e acho que não é um local ideal para, digamos, passear com animais. Não há sentido nisso…

Pois bem. Na manhã de sexta-feira (05), estive no Manaíra Shopping e cruzei com dois casais que estavam tranquilamente passeando com os seus cachorros. Um desses casais, estavam com três cachorros. Me chamou atenção, e me irritou, o stress de um desses cachorros. Latindo desesperadamente assim que qualquer pessoa passasse perto dele, que era estrategicamente afastado pelos donos.

Nesse momento, me veio a questão sobre a presença de animais em ambientes fechados, lotados de pessoas circulando de um lado para o outro, como um shopping. Via na expressão das pessoas um sentimento negativo. Sei que tem sido moda abrir espaços para os chamados pets, com algumas regras. Isso acontece, por exemplo, na rede hoteleira, mas ela destina espaços privados para os bichinhos, que quase não circulam entre tantas pessoas em ambientes públicos.

Para encerrar e decretar a minha discordância sobre os pets em shopping, no sábado (06), voltei ao mesmo local para lanchar e, ao caminhar degustando um sorvete, ouvi as pessoas gritarem para me avisar para não pisar em um coco, fruto de um cachorrinho que havia passado por mim com uma garota de uns 25 anos momentos antes. Isto é, a moça deve ter visto o cachorro dela defecar no corredor e pouco se preocupou em limpar. Um funcionário do shopping se apressou para limpar, mas isso é inaceitável.

Um detalhe: temos um cachorrinho em casa e, se depender de mim, jamais irá passear dentro de um shopping center.

Fábio Cardoso