De férias em João Pessoa, Douglas Santos sonhava em disputar a Copa da Rússia

Destaque Elizabeth Espinola
Anúncios

O lateral esquerdo campeão olímpico Douglas Santos está passando férias em João Pessoa, após temporada dura no futebol alemão. No primeiro ano dele na Europa, apesar de ter sido titular no Hamburgo, um dos times mais tradicionais da Alemanha, a equipe caiu para a chamada segunda divisão e terá que remar novamente para retornar para a elite do futebol na temporada 2019/2020.
Por conta dessa queda, o paraibano deve rever seus planos no futebol alemão. “Quero jogar em um time de ponta da Europa e que dispute a Champions League”, afirmou o lateral. Mas, segundo afirma, pretende se apresentar ao Hamburgo, onde tem ainda mais três anos de vínculo. “Não sei ainda se vou ficar. Meus empresários é que estão cuidando disso, vendo algumas opções”. A apresentação está marcada para o dia 22 de junho.
Douglas Santos disse que aguardava com muita expectativa uma possível convocação de Tite para disputar a Copa da Rússia. Mas se conformou por se tratar de uma posição que já tinha como titular absoluto Marcelo, do Real Madri, e o reserva Filippe, do Atlético de Madri, como favoritos para as vagas. “Estava torcendo para ir, mas sabia da dificuldade de disputar a vaga com eles dois”.
Ainda sobre o rebaixamento do Hamburgo para a segunda divisão alemã, fato inédito na história do clube, o paraibano disse que era difícil explicar os motivos pela queda. Segundo ele, todo o elenco estava focado para não cair, lutava em campo do começo ao final das partidas, mas, por exemplo, o fato de o time ter três treinadores na mesma temporada, certamente comprometeu muito, pois cada técnico que chegava mudava a filosofia de jogo e, até o elenco entender, não havia tempo para colocá-lo totalmente em prática. O clube caiu na última rodada.
Sobre as denúncias de corrupção no futebol paraibano, Douglas Santos disse que só ficou sabendo na última quinta-feira. “Não estou sabendo muito, mas não é legal. As pessoas têm que ser corretas, profissionais”, lamenta o lateral.
Ele disse que a imagem do futebol paraibano fica seriamente comprometida, principalmente, porque a Paraíba já não tem tanta visibilidade. “É frustrante, isso mancha a nossa imagem, mas o futebol é muito maior do que isso, e iremos recuperar a credibilidade no futuro”, aposta.

Beth Ribeiro