Folia de Rua é uma ‘colcha de retalhos’ musical e cabe todos os ritmos

Eventos Culturais

O presidente do Projeto Folia de Rua de João Pessoa, Raimundo Nonato ‘Bola’, afirmou que o Bloco Vumbora é muito bem-vindo ao evento, mesmo trazendo o ritmo baiano. “A programação do Folia de Rua é uma colcha de retalhos que cabe todos os ritmos, apesar de nossa origem ser os tradicionais blocos de orquestra. Não podemos abrir mão de artistas que tragam outros ritmos, até porque – no caso de Bell Marques – a imagem e divulgação do projeto ganharão repercussão nacional e até internacional”.

A saída do Vumbora, porém, provocou uma mudança importante na programação do Folia de Rua, que será aberto na quinta-feira – 21 de fevereiro -, e não mais numa sexta-feira. O local será o mesmo, o Ponto de Cem Réis. “Ganhamos mais um dia de evento, o que pode ser bom para as pessoas que fazem dele uma renda extra”, apontou Bola. Ele disse que ainda está fechando o artista que fará o show de abertura e não quis antecipar nomes que está negociando.

‘Bola’ disse que a diretoria do Folia de Rua está agendando reuniões com representantes de Prefeitura de João Pessoa e Governo do Estado para discutir as parcerias e o apoio financeiro que será dado aos blocos.

Ele revelou ao Turismo em Foco que a cervejaria Itaipava deve fechar parceria máster do projeto este ano, pois está elaborando uma campanha de lançamento de um produto e que está vendo o Folia de Rua como uma importante ação de marketing. “Mas iremos sentar para conversar com outros parceiros, inclusive, com o pessoal da Ambev”, disse.

Fábio Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.