OEA Cyberwomen Challenge Brasil será realizada neste dia 29 em Recife

Cotidiano Eventos
Anúncios

Mulheres estudantes do ensino superior e funcionárias públicas que atuam na área de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) poderão participar, nesta sexta-feira (29), da segunda edição do OEA Cyberwomen Challenge Brasil. Desta vez, o evento será realizado no Casarão da Universidade Católica de Pernambuco, a partir das 8h.

A Rede Nacional de Ensino e Pesquisa (RNP), junto à Organização dos Estados Americanos (OEA), à Trend Micro, ao Governo do Reino Unido, à Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), e com o apoio da Universidade Católica de Pernambuco (UNICAP), promovem evento gratuito com a finalidade de potencializar a atuação das mulheres em uma área majoritariamente dominada por homens. Para se ter uma ideia, de acordo com levantamento da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD), mulheres são apenas 20% dos 580 mil profissionais de TIC no Brasil.

Segundo Liliana Solha, gerente de segurança da informação da RNP, o evento – no formato de ciber-exercício e competição -, desafiará as equipes a colocarem à prova seus conhecimentos e habilidades no campo da cibersegurança. ‘‘A partir de um simulador lúdico, as participantes receberão desafios e, conforme as etapas destes desafios forem completadas, ganharão pontos. Como em um jogo, elas se revezarão em dois papeis. Por um lado, vão atuar como ‘hackers’ que atacam um determinador servidor de dados críticos e, em outro momento, vão representar especialistas em cibersegurança em defesa dessa mesma infraestrutura. O objetivo é o de estimular as competências dessas profissionais para que elas identifiquem ataques com rapidez e saibam solucionar os problemas’’, comenta.

O evento conta com o apoio financeiro do Governo do Reino Unido, que está empenhado em promover a inserção de mulheres nos setores acadêmico e público de TI, que carecem de representatividade feminina.

A equipe ganhadora da edição Brasil terá a oportunidade de participar do OEA Regional Cyberwomen Challenge, junto com as equipes vencedoras de outros países membros da OEA. Além disso, as vencedoras serão premiadas com créditos para participar dos cursos oferecidos na plataforma educacional da AWS, da Amazon.

Em 2018, as equipes que venceram a edição realizada em Florianópolis, ganharam a oportunidade de participar do encontro OEA Regional Cyberwomen Challenge realizado no Chile. Lá, a equipe brasileira venceu a competição das Américas e recebeu diversos prêmios.
As inscrições para o evento são gratuitas e podem ser realizadas através do site (https://resources.trendmicro.com/CyberwomenChallengeBrasil2019.html).

Ex-Libris Comunicação Integrada