Brejo paraibano se destaca por sua rota gastronômica diversificada e criativa

Regina Amorim

A gastronomia do Brejo paraibano tem suas peculiaridades e foco na cozinha do ciclo do açúcar, mais precisamente na cozinha da casa grande dos engenhos, que a antropóloga Fátima Quintas descreve como “uma demonstração de hibridismo de paladares… Espaço de encontro de raças, combinando emoções com temperos, sentimentos com receitas culinárias, saudades com cheiro e gosto de condimentos”.
Ainda hoje estão presentes na mesa do Brejeiro: a pamonha, o milho cozido, a canjica, o cuscuz, o mungunzá, os doces caseiros, a rapadura, o beiju, a tapioca, a cartola, a peteca, o pirão de caldo de carne ou de peixe, e tantas sobremesas e bolos que bem justificam o apogeu do ciclo do açúcar, no século XIX e a herança da culinária e dos utensílios da cozinha dos portugueses, índios e negros.
A influência do açúcar não está apenas na gastronomia, mas também na arquitetura, na religiosidade, na organização familiar e na cultura, aflorando o “sentimento de pertença”, que está presente na história, na tradição e no espírito de identidade de um povo.
O antropólogo Gilberto Freyre, em seu livro Casa Grande & Senzala, afirma que “a história social da casa grande dos engenhos é a história íntima de quase todo brasileiro”.
Na Rota Gastronômica do Brejo paraibano estão inseridos os empreendimentos de cachaçarias, que oferecem a degustação de cachaças das mais variadas formas e sabores. Também as lojinhas para a compra do produto, uma excelente opção para presentear amigos ou familiares. Nos restaurantes sempre encontraremos alguns pratos que utilizam a cachaça no seu preparo, bem como os molhos à base de frutas ou mel de engenho.
Nas sobremesas se destacam o sorvete de rapadura, a cartola, e a “Peteca de Bananeiras”, que em breve passará a ser patrimônio imaterial. Trata-se de um bolinho de banana frito, polvilhado com açúcar e canela, servido com uma bola de sorvete de creme e a cobertura de mel de engenho.
A Rota Gastronômica do Brejo paraibano atende os mais diversos hábitos alimentares, sejam de jovens consumidores, ou pessoas de média idade, pois o visitante encontra desde a típica comida regional, dos restaurantes rurais, a uma comida mais gourmet, de alguns restaurantes, a exemplo, o Terraço Lisboa Bistrô e Café, em Bananeiras, o Restaurante Bambu Brasil em Areia, que agrada os visitantes, pelo seu conceito, o cardápio e até a sua decoração, considerada de muito bom gosto!
A decoração é um aspecto muito apreciado nesse tipo de negócio, fazendo que o cliente tenha uma experiência única, além da experiência gastronômica e um preço justo.
Na Rota Gastronômica do Brejo apresenta 14 opções de alimentação fora do lar que se destacam pela segurança alimentar, bom atendimento e todas as empresas já estão sinalizados com a plaquinha da Rota, afixada na sua fachada.

São eles: o Restaurante Aroma da Serra, Restaurante Rural Rural Vó Maria, Restaurante Azul Histórico, Restaurante Bambu Brasil, Restaurante Várzea do Coaty, Restaurante o Barretão, Casa dos Doces, Restaurante Aconchegar’t, todos em Areia – PB. No município de Bananeiras estão inseridos na Rota Gastronômica: Terraço Lisboa Bistrô & Café, Restaurante Sabor da Serra, Restaurante Flor de Mangará, Restaurante Rural Bica dos Cocos, Pastelaria Recanto dos Sabores, Tapioca do Serginho, e em Guarabira – PB, o Restaurante Rural Sabor Camponês.
Algumas dessas empresas de alimentação fora do lar já participam de Festivais Gastronômicos dos Caminhos do Frio e no seu ambiente de sabores, também é possível ouvir uma boa música de artistas locais e regionais ou visitar uma exposição de artes plásticas, agregando valor com a cultura local. Esses equipamentos também estão presentes no Roteiro “Paraíba 35 Dias de Vivências e Experiências”, publicado pelo SEBRAE.
Mais informações, consultar os receptivos de turismo:
Márcio Andrade – 83.98617.1834 – Guarabira; Luciana Balbino – 83. 9 9998.2597 – Areia; Gabi Neta – Guia de Turismo – 83.9.9222.1169; Tadeu Ferreira – Guia de Turismo – 83. 9.9992.0204 e Genilton Pessoa – Guia de Turismo – 83. 9. 8855.9796.
Regina Medeiros Amorim
Mestre em Visão Territorial e Sustentável do Desenvolvimento,
Pós-graduada em Gestão e Marketing do Turismo,
Gestora de Turismo do SEBRAE – Paraíba.
Fotos: Cacio Murilo

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.