Setor público sempre será o maior parceiro do Festuris Gramado

Cotidiano

Um questionamento feito pela reportagem do Turismo em Foco, durante a coletiva de imprensa que reuniu os presidentes da Abav Nacional, Edmar Bull; da Braztoa, Magda Nassar, e Clia Abemar, Marcus Ferraz, nesta quarta-feira (27), na Expo Abav Internacional de Turismo, em São Paulo, de que o Festival de Turismo de Gramado não necessitaria tanto do apoio das instituições públicas não condiz com a verdade.
De acordo com o empresário Eduardo Zorzanelo, um dos organizadores do Festuris Gramado, muito pelo contrário, o apoio que os governos municipal, estadual e federal têm dado suporte ao evento desde o seu surgimento e tem feito com que apresente números cada vez mais crescentes, graças a essa parceria.
O Festuris Gramado, segundo Zorzanelo, tem contado irrestritamente com o apoio estatal e procurado também firmar parcerias com o setor de iniciativa privada para somar esforços e tornar o evento cada vez mais um divisor de águas para o turismo brasileiro.
A importância do Festuris Gramado fica evidente com a atenção que o Ministério do Turismo e Embratur têm dado ao evento. Na edição deste ano, exemplificando, um dos palestrantes será o ministro Marx Beltrão, que abrirá o Congresso no dia 10 de novembro, no Palácio dos Festivais. Marx abordará o tema sobre o pacote de medidas do projeto Brasil + Turismo, como ferramenta para o crescimento do turismo do país. Ele fala sobre o tema de seu painel em Gramado: “A nossa resposta imediata para este grande desafio é o Brasil+Turismo.
O pacote de medidas tem a finalidade de apresentar soluções técnicas para lacunas históricas do setor no Brasil, de modo a aumentar o número de turistas nacionais e estrangeiros e gerar emprego e renda para o País. A meta é atrair cerca de 6 milhões de turistas estrangeiros a mais para o Brasil nos próximos cinco anos e injetar em torno de US$ 12 bilhões na nossa economia. Portanto o nosso trabalho é oferecer ferramentas efetivas para o crescimento do país”, destaca Beltrão.
O Ministro também ressalta a importância do Congresso FESTURIS. “Todo incentivo à capacitação é bem-vindo, pois nenhum setor, estado ou país avança sem conhecimento. Isso fortalece o setor e também nos dá mais poder para enfrentar momentos econômicos adversos como o que estamos superando agora. Pessoas preparadas dialogam com a realidade do setor, entendem as demandas reais do turista e é assim que fazemos o turismo de qualidade acontecer no Brasil”.
O tema apresentado por Marx Beltrão será: “O Desafio: 12 Milhões de visitantes internacionais e 6 milhões de empregos. Estratégias para alcançar estes resultados”.
O Congresso acontece no Palácio dos Festivais, nas manhãs dos dias 10 e 11 de novembro e é aberto ao público, sem cobrança de ingresso. Em 2017 o tema central será: “Conectando o Mundo: O Futuro Sustentável da Indústria Turística”.
Mostrando a importância do Festuris Gramado o evento contará nesta edição com a participação de todas as regiões e estados do Brasil através do Ministério do Turismo do Brasil. O órgão federal fechou uma parceria inédita com a Feira Internacional de Turismo e terá este formato pela primeira vez em Gramado, na edição 29, que ocorre de 09 a 12 de novembro na Serra Gaúcha.
Serão 550 m² de área construída e uma área total de 1.000 m² dentro da feira que possui um total de 22 mil metros. O Ministério deve apresentar aos mais de 10 mil participantes da feira um mix com os melhores roteiros e atrativos turísticos do país, com muitas surpresas. O espaço terá lounges com representações dos governos estaduais e a participação efetiva das Secretarias de Turismo. A Paraíba será um dos estados a ocupar um espaço nessa área, onde, assim como todos os outros estados, poderão divulgar e atender os agentes, operadores e fornecedores de turismo em um único espaço.
Nota da redação:
A redação do Turismo em Foco pede desculpas aos organizadores do Festuris Gramado pelo equívoco e constrangimento que tenha causado em função das interpretações das pessoas presentes à coletiva de imprensa e estará mantendo contato pessoalmente com os dirigentes abordados para reafirmar o questionamento não condizente com a realidade.
Fábio Cardoso

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.