Chuva forte faz piloto arremeter avião quando pousava no Aeroporto de João Pessoa

Aviação
Anúncios

As fortes chuvas registradas na madrugada desta quarta-feira (6) atrasaram o pouso de dois aviões, das companhias aéreas Avianca e GOL, no Aeroporto Internacional Presidente Castro Pinto, em Bayeux, na Grande João Pessoa. O piloto de uma das aeronaves decidiu arremeter, enquanto o comandante do outro avião optou pelo sobrevoo, até que as condições da pista permitissem uma aterrissagem segura.

De acordo com a Infraero, os dois aviões vinham do Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro. A previsão de pouso para o voo da Avianca era 23h55, mas a aeronave sobrevoou até a 0h35. Já o avião da GOL, que iria aterrissar às 23h45, arremeteu e foi ao Aeroporto Internacional Governador Aluízio Alves, em Natal, onde aguardou o melhor momento de fazer uma nova tentativa. Ele só pousou no Castro Pinto à 1h50.

Uma situação similar já havia acontecido na noite da segunda-feira (4), envolvendo um avião da Avianca. A Infraero avaliou os procedimentos como normais.

Um avião precisou arremeter na noite dessa segunda-feira (4) no Aeroporto Internacional Castro Pinto, em Bayeux, na Grande João Pessoa. De acordo com a Infraero, o motivo foi a chuva registrada no momento do pouso. A aeronave fazia o voo 6136, da companhia Avianca.

O avião deveria pousar na pista do aeroporto às 23h45, mas devido à ação só conseguiu pousar à 0h03, de acordo com a Infraero. A reportagem entrou em contato com a companhia aérea, mas a solicitação não foi respondida até a publicação desta matéria.

Segundo a Agência Executiva de Gestão de Águas da Paraíba (Aesa), choveu entre as 7h dessa segunda-feira (4) e as 7h desta terça-feira (5), o equivalente 15,4mm.

Portal Correio da Paraíba

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.