Mesmo detonado, pai de GD continuará utilizando conta dele pelos fãs que continuam sofrendo pela morte do cantor

Cotidiano
Anúncios

O pai do cantor Gabriel Diniz, Cizinato Diniz, afirmou que a família ainda não acredita na morte dele e que imagina que esteja viajando e que a qualquer momento vai chegar em casa. O cantor morreu vítima de um acidente aéreo no início do ano, em Sergipe. “Eu mesmo não acredito e essa ilusão é que mantém a gente em pé e, de qualquer forma, ele não morreu e esse tipo de homenagem fortalece a gente”, disse

Diniz recebeu uma homenagem prestada pelo Bloco dos Atletas Coco Bambu, na noite desta segunda-feira (30), no lançamento da agremiação que sairá às ruas da orla pessoense em 2020, durante o projeto Folia de Rua. GD foi o vocalista do bloco na prévia carnavalesca de João Pessoa em fevereiro deste ano.

Diniz afirmou que não tem recebido mais nenhuma mensagem referente a GD. “Apenas algumas pessoas fazem referência buscando o lado espiritual nos dando força. Somente isso”, afirmou. Para ele, porém, esse comportamento não chateia a família, mesmo quando foi detonado nas redes sociais no mês passado, por estar usando a conta da GD no Instagram para colocar mensagens. “Eu sou um cara muito humilde, eu sou o pai de Gabriel e posso fazer isso. As pessoas é que não têm o direito de criticar esse tipo de comportamento” pontuou.

“Com certeza vou continuar utilizando as redes sociais dele, até porque há uma necessidade dos verdadeiros fãs de Gabriel, que pedem que eu fique postando coisas sobre ele para saber que continua vivo, entre a gente. Alguns fãs clubes postaram mensagens me apoiando e pedindo que eu não deixe de passar informações. Isso para mim é importante, porque alimenta essa camada da população que realmente sofre com a perda de Gabriel. Vocês não imaginam a quantidade de pessoas que ainda estão sofrendo de verdade”.

Cizinato revelou que a família não tem recebido apoio financeiro após a morte do cantor e que não se preocupa com isso. “Às vezes as pessoas perguntam se eu posso liberar o uso da imagem de Gabriel em algum evento e eu digo que pode, porque Gabriel sempre procurou ajudar as pessoas e não serei eu que irei privar isso. Tudo que for para levar a imagem de Gabirel está tranquilo”.

Ainda sobre o fator financeiro deixado por GD, Diniz afirmou que ‘algumas coisas’ que a família tem recebido vem do Ecad e do YouTube, “mas são pouquíssimas coisas”. “Estamos finalizando um novo projeto junto com a Universal, que irá lançar um EP com as músicas de Gabriel, algumas coisas inéditas. Serão quatro ou cinco músicas inéditas. Nesse projeto estamos resgatando algumas músicas que ele gravou. O trabalho deve estar pronto até o final do ano”, disse.

Fábio Cardoso